Independência dos Estados Unidos   Toda Matéria

Independência dos Estados Unidos – Toda Matéria

A Independência dos Estados Unidos foi declarada no dia 4 de julho de 1776, quando foram rompidos os laços coloniais com a Inglaterra.

De 1776 a 1787, os Estados Unidos ficaram sob o regime de Confederação, onde os Estados gozavam de absoluta soberania. Em 1787, foi promulgada a Constituição, vigente até hoje.

Colonização dos Estados Unidos

O processo de colonização inglesa na América do Norte começou a partir do século XVII. Resultou na formação de treze colônias, que deram origem aos Estados Unidos.

  • As colônias do Norte, junto com as quatro do centro, tiveram um desenvolvimento muito diferente das do Sul. Nas primeiras, chamadas depois de colônias de povoamento, imperava uma ocupação baseada em pequenas propriedades e colonos livres, inicialmente formada, em grande parte, por refugiados políticos e religiosos.
  • As colônias do Sul, chamadas depois de colônias de exploração, eram formadas por grandes fazendas de produtos tropicais, cultivados por escravos de origem africana. Essas diferenças explicam o fato de o Norte caracterizar-se mais tarde como centro industrial e o Sul permanecer uma região agrícola.

Fatores determinantes da Independência dos Estados Unidos

O crescimento do comércio colonial do Norte, que passou a concorrer com a metrópole, levou a Inglaterra a mudar sua política econômica.

O Parlamento inglês decidiu aumentar as taxas e os direitos da Coroa na América, para pagar as taxas dos custos da Guerra dos Sete Anos (1756-1763). Esse conflito ocorreu entre os ingleses e franceses pela posse das terras a oeste das treze colônias inglesas.

Novas medidas foram tomadas. George Grenville, primeiro ministro inglês, colocou nas colônias uma força militar de 10 mil homens, acarretando despesa de 350 mil dólares. Um terço desse valor seria arrecadado com a aprovação de novas leis: a Lei do Açúcar (Sugar Act) e a Lei do Selo (Stamp Act).

O Sugar Act, aprovada em 1764, estabelecia novas taxas alfandegárias sobre grande quantidade do produto importado. Isso, exceto o produzido nas Antilhas Inglesas, entre os quais melaço, para a fabricação de rum e açúcar.

No ano seguinte, foi aprovada a Lei do Selo, que obrigava o seu uso em documentos, livros, jornais, baralhos etc.

Em 1767, a crise eclodiu, com novas taxas sobre vidros, papéis, tintas e a Lei do Chá (Tea Act), que dava o monopólio desse comércio à Companhia das Índias Ocidentais.

Em 1770 ocorreu o Massacre de Boston, episódio que terminou com a morte de quatro soldados ingleses.

Em dezembro de 1773, vários colonos jogaram ao mar todo o carregamento de chá dos navios da Companhia das Índias que estavam ancorados no porto de Boston. O episódio ficou conhecido como ?Festa do Chá de Boston?.

Em 1774, como represália à manifestação ocorrida em Boston. O governo inglês decretou os Atos Intoleráveis, entre elas a interdição do porto de Boston até ser paga a indenização pelo chá destruído.

Leia também: Tratado de Paris.

Guerra da Independência dos Estados Unidos

Indignados com as Leis Intoleráveis, representantes dos colonos reuniram-se no Primeiro Congresso Continental de Filadélfia, realizado em setembro de 1774. Nele, resolveram enviar ao governo inglês um pedido para que fossem revogados os Atos Intoleráveis.

Em 1775 os colonos voltaram a se reunir no Segundo Congresso Continental de Filadélfia e, declararam guerra à Inglaterra.

George Washington foi nomeado comandante das forças americanas e Thomas Jefferson ficou encarregado de redigir a Declaração de Independência. A Declaração foi aprovada no dia 4 de julho de 1776.

Na sua luta em prol da Independência, os colonos contaram com a ajuda militar da Espanha, Holanda e França.

O conflito armado só terminou em 1783, quando, a derrotada Inglaterra assinou o Tratado de Paris, pelo qual reconhecia a Independência dos Estados Unidos.

A Constituição dos Estados Unidos

Durante os anos de 1776 a 1787, os Estados Unidos ficaram sob um regime político de Confederação, onde os Estados gozavam de absoluta soberania.

Em 1787, para garantir a ordem em todo o território do país, representantes de cada Estado se reuniram na Filadélfia, numa Convenção onde apresentavam um projeto de Constituição.

Discutida e votada, a Constituição norte americana foi promulgada no mesmo ano, mas só foi acatada por todos os estados em 1789.

A Carta Constitucional, vigente até hoje, determinava que o Estado americano seria uma república federativa presidencialista. Ela estabeleceria os três poderes independentes: Executivo, Legislativo e Judiciário.

Saiba mais detalhes lendo o texto Constituição Americana e a Marcha para o Oeste.

Independência dos Estados Unidos – Toda Matéria
Classifique esse artigo

Deixe um comentário