Expressionismo   Toda Matéria

Expressionismo – Toda Matéria

O Expressionismo é uma vanguarda artística europeia do século XX. Esse movimento artístico está entre os primeiros representantes das vanguardas históricas e talvez, o primeiro a focar em aspectos subjetivos.

Origem

Devemos destacar que o Expressionismo não possui uma localização geográfica definida e sua duração é difícil de determinar.

O consenso é que o expressionismo surgiu na Alemanha em meados de 1905. Por isso é também chamado de Expressionismo alemão.

Edvard Munch é considerado o precursor do Expressionismo. Sua obra mais importante é O Grito (1893). Ela representa uma das mais emblemáticas do movimento expressionista.

ExpressionismoO Grito (1893) de Edvard Munch

O Expressionismo constituiu-se como um campo artístico multidisciplinar e interdisciplinar ao entrecruzar os saberes da arquitetura, artes plásticas, literatura, música, etc.

Este movimento artístico cativou os círculos artísticos e intelectuais alemães durante as duas primeiras décadas do Século XX.

Ele surge como uma reação ao Positivismo do movimento Impressionista.

Expressionismo no Brasil

No Brasil, destacou-se Cândido Portinari (1903-1962), que representou em suas obras as mazelas do povo nordestino.

Além dele, Anita Malfatti (1889-1964) foi responsável pelas obras de retratos nus, cenas cotidianas e paisagens.

Características

Com uma visão trágica do ser humano, o Expressionismo, como o próprio nome suscita, busca ser uma expressão dos sentimentos e das emoções do autor da obra.

Assim, os artistas exageram e distorcem os temas em seu processo de catarse.

Revelando o lado pessimista da vida, esta escola utilizou a arte enquanto forma de refletir a angústia existencialista do indivíduo alienado, fruto da sociedade moderna, industrializada.

Saiba mais sobre as Vanguardas Europeias.

Estilo Expressionista

Já que compreende a deformidade do mundo real, o Expressionismo encontrou uma forma subjetiva para representar a natureza e o ser humano.

A proposição despreza a perspectiva e a luz, pois essas são, via de regra, intencionalmente modificadas.

É constante a temática da miséria, solidão e loucura, pois é um reflexo do espírito de época, apesar de rejeitar a verossimilhança.

Por outro lado, o Expressionismo defendia a liberdade individual por meio da subjetividade e do irracionalismo.

Os temas explorados eram considerados depravados e subversivos, os quais eram plasmados por meios plásticos de caráter metafísicos, conduzindo o espectador à introspecção.

É interessante notar como no Expressionismo, a objetividade da imagem se opõe ao subjetivismo da expressão.

Ou seja, é dissuadido por meio da linha e da cor (fortes e puras) usadas de forma emotiva, em formas retorcidas e agressivas.

Principais Artistas

Os principais representantes da arte expressionista foram:

  • Marc Chagall (1887-1985)
  • Paul Klee (1879-1940)
  • Wassily Kandinsky (1866-1944)
  • Amedeo Modigliani (1884-1920)
  • Edvard Munch (1863-1944)
  • José Orozco (1883-1949)
  • Constant Permeke (1886-1952)
  • Cândido Portinari (1903-1962)
  • Diego Rivera (1886-1957)
  • Georges Rouault (1871-1958)
  • Chaim Soutine (1893-1943)
  • David Siqueiros (1896-1974)
  • Vincent Van Gogh (1853-1890)

Arte Expressionista

Com dito anteriormente, o expressionismo foi um estilo artístico utilizado por diversas categorias da arte, expresso na arquitetura, escultura, pintura, literatura e música.

Arquitetura Expressionista

A arquitetura expressionista empreendeu o uso de novos materiais. Com isso ampliou as possibilidades de fabricação em larga escala de materiais de construção como o tijolo, o aço ou o vidro.

Escultura Expressionista

A escultura expressionista variou muito segundo cada artista, os quais tiveram em comum apenas a temática da distorção das formas.

Pintura Expressionista

A pintura expressionista deu grande ênfase nas cores como forma de criar efeito de dinamismo e o sentimentalismo fruto de suas emoções e sentimentos mais profundos.

Literatura Expressionista

Na literatura expressionista a guerra, a cidade, o medo, a loucura, o amor e a perda da identidade serão uma forma de retratar em palavras a sociedade burguesa da sua época.

Além do militarismo, a alienação do indivíduo e a repressão familiar, moral e religiosa.

Música Expressionista

A música expressionista primava pela separação da música de qualquer fenômeno externo. Refletia o seu estado anímico do compositor, alheio das regras e convenções acadêmicas.

Veja também:

Expressionismo AbstratoArte Moderna

Expressionismo – Toda Matéria
Classifique esse artigo

Deixe um comentário