Exobiologia – Estudo da vida extraterrestre – InfoEscola

Também conhecido como Astrobiologia, Exobiologia é a ciência que se propõe a estudar a possibilidade de vida em espaços alienígenas, levando em consideração desde a origem dessas formas de vida para as condições ambientais para a sua existência. O termo Exobiologia foi criado pelo cientista americano Joshua Lederberg, em meados do século xx, durante a sua participação nas experiências da NASA que visa a busca de vida no planeta Marte.

Falando de Exobiologia para não mencionar a NASA é impossível. A NASA (sigla que em português significa a Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço), criado em 1958, é uma divisão do Governo dos Estados Unidos que executa o trabalho de exploração do espaço. Esta agência é responsável, por exemplo, pela passagem de um homem na Lua e pelos programas de estudos do espaço. Ele é a principal entidade do espaço de pesquisa de todo o mundo.

Desde o início, a Exobiologia foi desacreditada pelos cientistas é exatamente por ter como objeto de estudo a vida extraterrestre, que, no frigir dos ovos, e não poderia ser tido como tal. Gradualmente, a Exobiologia começou a ganhar a aceitação de alguns desses cientistas e hoje estuda e procura responder a questões relacionadas à vida extraterrestre, tais como a possibilidade de colonização de ambientes externos para a Terra, a existência ou não de civilizações nesses espaços, se essas formas de vida dependem do Sol, como a Terra, ou mesmo se estes seres extraterrestres têm existência com base em outro elemento químico (por exemplo, silício) ou em carbono, igual à dos terráqueos.

Algumas descobertas foram desencadeadas nos últimos tempos, o que para muitos não significa nada, mas para a comunidade científica, são verdadeiros achados. Pode-se citar como exemplo, uma bactéria encontrada no Lago Mono (localizado na Califórnia, EUA, é caracterizado pelo seu alto teor de alcalinidade e salinidade), que, para ser cultivado em laboratório, apresentou a particularidade de substituir o Fósforo por Arsênio em suas atividades metabólicas, o que mostra que este microrganismo é capaz de sobreviver a condições extremas aqui na Terra e que a vida tem uma extraordinária capacidade de adaptação em diferentes ambientes. Outro grande achado da exobiologia foi a detecção de moléculas orgânicas extraterrestre, que provavelmente teria de vir para a Terra, através da queda de meteoritos, fazendo justiça à teoria da Panspermia.

Na verdade, ainda não há nenhuma prova concreta de que existe vida em outros planetas, ainda que a prova é bastante considerável. Com isso, os estudos exobiológicos continuam a todo vapor e a pergunta que não quer calar é: estamos realmente sozinhos no universo?

Referências
http://www.cubbrasil.net/index.php?option=com_content&task=view&id=75&Itemid=92
http://pt.wikipedia.org/wiki/Exobiologia
http://biologiageologia.editboard.com/t13-exobiologia-vida-extraterrestre
http://www.exobiologia.ufrgs.br/arquivos/BIO10012_EXOBIOLOGIA_2010I.pdf

Exobiologia – Estudo da vida extraterrestre – InfoEscola
Classifique esse artigo

Deixe um comentário