Drogas lícitas e Ilícitas – InfoEscola

As drogas são substâncias capazes de alterar o funcionamento do corpo humano. Dependendo da natureza e composição das mesmas, elas podem agir em determinados locais ou no organismo como um todo. Toda droga tem seus efeitos, mas eles não se manifestam da mesma maneira em todos os organismos, especialmente porque cada droga tem suas contra-indicações.

Existem dois grandes grupos de drogas que são agrupados de acordo com suas características, mas segundo as convenções e exigências sociais. São eles o grupo das drogas lícitas e o grupo de drogas ilícitas.

As drogas são substâncias capazes de produzir alterações nas sensações físicas, mentais e emocionais. Assim, energéticos, café, refrigerantes, chocolates, entre muitos outros alimentos, contêm substâncias que podem ser considerados como drogas, porque eles alteram, de forma alguma, os sentimentos daqueles que comer. Estas, no entanto, se ingerido em quantidade moderada não representam qualquer ameaça para o ser humano. Se, no entanto, são muito usados por alguém, pode causar uma leve dependência e problemas de saúde no futuro.

Elas são usadas para vários fins, desde os tempos antigos. Pode ser utilizado para curar doenças ou obter prazer. Entre as drogas lícitas são drogas em geral (que são permitidos somente sob prescrição médica), álcool e cigarro, além dos alimentos já citados. Já entre as principais drogas ilícitas são a maconha, cocaína, ecstasy, crack, heroína, etc. Existem ainda outras substâncias que causam dependência, mas que são vendidas livremente para outros fins, tais como a cola de sapateiro e o hypnol. Existem várias outras drogas que também são usados da mesma maneira e algumas delas ainda não são conhecidas pelo ministério da saúde e as autoridades judiciais.

Drogas lícitas são aquelas permitidas por lei, que são comprados quase livremente, e seu comércio é legal. Drogas ilícitas são aquelas cuja comercialização é proibida pelo tribunal, estes também são conhecidos como ?drogas pesadas? e causam forte dependência.

As drogas ainda estão divididas quanto ao seu efeito sobre o organismo humano: drogas depressoras são aquelas que causam efeitos semelhantes aos da depressão (álcool, cola de sapateiro, loló, lança-perfume, tranquilizantes e medicamentos para dormir); drogas estimulantes, como o nome diz, causa o aumento da adrenalina, uma sensação de alerta, aumento da frequência cardíaca e pode levar até ataque cardíaco. Leva 15 segundos para chegar ao cérebro (crack, ecstasy, cocaína, maconha, LSD, etc.); há ainda o grupo dos opiáceos, que é a heroína, a qual compromete-se a maioria das funções do corpo humano. Não estamos falando aqui de tabaco, álcool e esteróides (bomba), que são responsáveis por um número de outras doenças, atualmente, devido à alta incidência de uso destas drogas.

Com exceção dos medicamentos que são utilizados para fins medicinais, o outro nada a contribuir para o crescimento e desenvolvimento das pessoas como seres humanos. Além das perdas no contexto da saúde do indivíduo, que são irreparáveis, e muitas vezes incontrolável, há uma perda imensurável no que diz respeito à vida social, familiar, emocional e psicológica da pessoa. Por esta razão, é necessário uma campanha de conscientização constante, além de ser extremamente necessário para o atendimento de famílias carentes, para que possam ter condições de ficar e não cair em doenças como a depressão que levam, naturalmente, ao uso de drogas. A condição social do indivíduo é influente e contribui para o uso ou não-uso de drogas, pois na maioria das vezes, estes são vistos como uma fuga da realidade que essas pessoas enfrentam, e por isso se torna tão freqüente o seu uso.

Outro fator importante é o treinamento individual que cada um deve receber como um ser humano. Este é um dos principais motivos que levam os jovens de todo o mundo recorrem a drogas, o fato de me sentir sozinho, ou perdido, sem muitas experiências de vida e sem boas referências para descobrir qual o caminho que querem seguir. Esta batalha não é simples e não pode ser resolvido com informações básicas, tais como estas, a respeito do uso de drogas, mas é um começo. Temos que encarar que alguém pode cair nesta armadilha ?armadilha? e que, para evitar mais danos temos que ser exemplos de pessoas que não precisam utilizar esses artifícios para ser bem-sucedido pessoal e profissionalmente.

Drogas lícitas e Ilícitas – InfoEscola
Classifique esse artigo

Deixe um comentário