Como Fazer Uma Carta → De apresentação, de demissão ou de amor

3 Stars

Hoje em dia, com o avanço da tecnologia, o e-mail substituiu o meio de comunicação escrito. Isso fez com que muitas pessoas não tivessem contato com o meio escrito manualmente e, em especial, com cartas. Você sabe Como Fazer Uma Carta? Caso não saiba, esse artigo vai te mostrar algumas técnicas que podem ser usadas para auxiliar no processo.

Existem vários tipos diferentes de correspondências, podendo ser:

  • de apresentação;
  • de amor;
  • de demissão; ou
  • argumentativa.

Cada uma delas possui algumas características específicas, mas elas possuem, basicamente, a mesma estrutura.

Veja abaixo um pouco mais sobre esse tema:Como fazer uma carta de amor demissão apresentação argumentativa

Como Fazer Uma Carta: O que deve conter

Uma boa carta deve conter:

Cabeçalho: Aqui deve conter informações como o local de onde está sendo escrita, a data com dia, mês e o ano de redação.

Conteúdo: O texto escrito na carta, devendo conter todas as informações que desejamos passar ao leitor. Pode ser qualquer tipo de conteúdo, mas o principal objetivo é passar a informação.

Saudações: Deve-se, aqui, despedir-se deixando beijos, abraços ou quaisquer outras saudações, dando informações finais e a assinatura para que o leitor possa saber a legitimidade do documento.

Preenchimento do envelopeComo preencher um envelope de carta

Para preencher um envelope deve-se levar em consideração o remetente e o destinatário.

Remetente: é a pessoa que escreve a carta, suas informações devem estar escritas no lado para o qual fica a aba do envelope. Devem ser escritas as seguintes informações: Nome completo, Endereço(Número, Rua, Bairro), Cidade, Estado e CEP.

Destinatário: é a pessoa que deverá receber a postagem, as informações do destinatário devem estar escritas na parte sem aba do envelope. Devem ser escritas as seguintes informações: Nome completo, Endereço(Número, Rua, Bairro), Cidade, Estado e CEP.

Com as informações acima fica fácil preencher seu envelope, não é mesmo?

Como fazer uma carta de amor

Não há maneira correta de redigir o documento para expressar seu amor por uma pessoa.

Pode ser para um parente que mora longe, para uma pessoa pela qual se está apaixonado, por um filho, pela mãe ou por uma questão de comemoração de aniversário ou outra data, cada pessoa possui suas particularidades e cartas de amor devem ser escritas baseadas nisso.

Para redigir o documento basta deixar o seu amor pela pessoa te guiar, não tem como errar se ama mesmo alguém.

Como fazer uma carta de apresentação argumentativa

Deve-se ter em mente que o principal motivo é a argumentação a respeito do seu ponto.

A carta pode ser para apresentação a um emprego, para discussões ou para quaisquer outros motivos, mas deve-se escrever com o intuito de tentar convencer a pessoa do seu ponto por meio da lógica.

Se for para um emprego deve-se demonstrar o desejo de trabalhar na empresa desde o começo da carta, sendo que desde a primeira linha deve chamar a atenção do recrutador. Deve conter informações importantes como: cursos, nível de conhecimento em línguas estrangeiras, formação acadêmica, entre outros. Mas todos levando em direção ao objetivo: ser contratado.

Como fazer uma carta de demissão

Deve ficar claro que esse meio de comunicação não deve ser usado para nenhum problema relacionado à gestão interna no meio de trabalho.  Deve-se evitar entrar no mérito de conflitos, rusgas e coisas do tipo durante o período que foi funcionário da empresa.

Mesmo que tenha problemas com a empresa, seja o mais educado possível pois poderá necessitar de trabalho de novo e isso pode lhe atrapalhar se não agir com seriedade. Aja de maneira positiva e agradeça a possibilidade que a empresa lhe deu de ter bons aprendizados e experiências com a mesma, mesmo que isso não seja 100% verdade.

Sempre deixe as portas abertas, além de poder ser indicado para outro trabalho pela mesma.

Deve-se ter duas cópias, uma para atestar o recebimento pela empresa, sendo que podem ser três caso tenha a necessidade de encaminhamento para algum sindicato da mesma.

Veja mais…

Conclusão sobre Como fazer uma Carta

É bem simples escrever o documento, sendo que, se for uma carta formal, deve-se usar um pronome de tratamento após a parte do cabeçalho. Claro que deve-se, também, tomar cuidados com erros de português para que a pessoa que for ler entenda o que está escrito e não ache que você não sabe escrever.

Claro que existem outros modelos e artigos mais completos sobre o tema, mas a ideia foi dar as explicações de forma resumida para que não se perdesse muito tempo com enrolações e informações desnecessárias.

Espero que o artigo sobre Como Fazer uma Carta tenha sido útil para você e que consiga redigir seu documento. Qualquer dúvida, sugestão ou correção que deve ser feita no texto nos deixe um comentário para ajudarmos um número maior de pessoas.

Como fazer segunda via do CPF

5 forças de Porter

Se você ainda tem dúvida de como fazer segunda via do CPF, fique tranquilo. Agora está ainda mais fácil emitir a segunda via.

Isso porque você não precisa mais ir às agência do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou Correios,  e não é emitido aquele famoso cartão azul.

Agora a Receita Federal emite o Comprovante de Inscrição no CPF, um documento simples que você pode imprimir em casa. Todo o procedimento é feito pela internet.

Como fazer segunda via do CPF

A segunda via do CPF já podia ser obtida pela internet, mas somente quem declarou imposto de renda nos dois últimos anos.

Mas desde 2011, qualquer pessoa pode fazer o pedido da segunda via do CPF pela internet.

Como fazer segunda via do CPF

Passo 1 – Acesse o site da Receita Federal.

Passo 2 – Preencha o pequeno formulário com o número do seu CPF, nome completo, data de nascimento, nome completo da mãe e número do título de eleitor.

Passo 3 – Clique em Enviar.

Pronto! Na tela do seu computador vai aparecer o seu Comprovante de Inscrição no CPF, bastando agora imprimir e plastificar!

Como fazer primeira via do CPF

A primeira via do CPF também pode ser emitida on-line, mas somente para aqueles que possuem título de eleitor.

Para solicitar o documento, basta acessar a página da Receita Federal na internet e preencher o formulário com o nome completo, a data de nascimento, o número do título de eleitor, o nome da mãe, a sua naturalidade, endereço e telefone fixo e celular. Com os dados, o sistema criará automaticamente o número do Cadastro.

Então, para quem não possui título de eleitor ou prefere o cadastro pessoalmente, basta comparecer a uma agência do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou Correios com um documento de identificação oficial com foto e pagar uma taxa de R$ 5,70.

Você irá receber um código que o dará acesso ao documento on-line, onde você poderá imprimir o seu CPF.

O que você achou desse artigo? Se gostou dessa informação, compartilhe com seus amigos e nos deixe uma avaliação!
E para mais novidades não deixe de nos seguir nas redes sociais!

Como e onde tirar o título de eleitor: documentação necessária

Nesse artigo vou escrever um pouco sobre como e onde tirar o título de eleitor e a documentação necessária para tirar pela primeira vez o documento.

A votação é obrigatória para pessoas com idades entre 18 e 70 anos.

Votar é facultativo para quem tem entre 16 e 18 anos e para pessoas com mais de 70 anos.

Caso não vote poderá sofrer sanções como o impedimento na utilização de serviços públicos e a impossibilidade de assumir cargos públicos.

É bem simples tirar seu documento e escolher nossos governantes.

Mas é importante escolher com responsabilidade pois aturará o mesmo por 4 anos.

Vamos às informações então:como e onde tirar titulo de eleitor documentos

Como e onde tirar o título de eleitor e documentação necessária

Quem pode tirar o título de eleitor

Para a emissão do documento é necessário ter 16 anos ou mais.

O solicitante deve ser a própria pessoa, não podendo ser transferida a responsabilidade a um procurador.

Além disso, existem algumas restrições que podem impedir de emitir o mesmo:

Restrições a emissão do título de eleitor

Possuir condenação criminal cuja pena não tenha sido integralmente cumprida;

Ter sido declarado interditado por sentença judicial definitiva;

Estar cumprindo ou não ter prestado o serviço militar obrigatório(restrição para homens com idade entre 18 e 45 anos que não obtiveram a quitação militar);

Ser estrangeiro.

Caso tenha algumas dessas restrições não será possível a emissão do seu documento de eleitor.

Documentação necessária

Documentos pessoais

É necessário que a documentação apresentada seja original, sendo que serão aceitos:

  • Carteira de Trabalho e Previdência Social(CTPS);
  • Certidão de nascimento(se solteiro) ou de casamento;
  • Identidade ou RG;
  • Passaporte(precisa conter todos os dados requiridos, incluindo a filiação);
  • Carteira emitida por órgãos criados por lei federal de conselhos de classe como CREA e OAB.

Obs.: Carteira Nacional de Habilitação não é aceita no momento de emissão do primeiro título de eleitor.

Comprovante de residência original

O comprovante de residência deve ser original e atualizado, além de estar no nome do eleitor.

Caso não esteja no nome do eleitor, ele deve apresentar algum documento que ateste o parentesco entre a pessoa que possui o nome no comprovante e o mesmo.

Caso não seja parente e more em casa alugada ou cedida, deve-se apresentar o contrato de aluguel ou uma declaração da pessoa cujo o nome está na conta dizendo que a pessoa que deseja tirar o título de eleitor mora realmente naquela residência.

Os documentos que podem ser usados nesse caso são:

  • Contas de água;
  • Contas de luz;
  • Contas de gás;
  • Contas de telefone;
  • Envelopes de correspondências;
  • E quaisquer outros documentos que cheguem à sua casa e possuem o seu endereço.

Pessoas do sexo masculino com idade entre 18 e 45 anos

Quem for do sexo masculino e estiver com idade entre 18 e 45 anos possui mais uma exigência.

Essa exigência é a apresentação de quitação militar.

São válidos os seguintes documentos:

  • Certificado de Alistamento Militar(CAM);
  • Certificado de Reservista;
  • Quaisquer outros que atestem a quitação da pessoa junto ao serviço militar.

Atenção especial com os documentos

A documentação deve ser apresentada original e estar legível.

Além disso devem estar em bom estado de conservação, dentro do prazo de validade e não são aceitas abreviações.

Em algumas ocasiões poderão ser solicitadas cópias dos mesmos, portanto já leve caso seja necessário.

Como e onde fazer o título de eleitor

Onde emitir o Título de Eleitor

Basta procurar um cartório eleitoral responsável pela sua zona eleitoral e se informar sobre o processo.

É necessário agendamento para o atendimento sobre a emissão do documento em algumas unidades.

A consulta ao endereço das zonas eleitorais pode ser feita através dos site do TSE em www.tse.jus.br.

Como tirar

Acesse o site www.tse.jus.brligue para o número correspondente ao seu estado e veja o cartório eleitoral mais próximo de você para emitir o documento.

Eles lhe darão maiores informações sobre como proceder.

Na maioria dos cartórios eleitorais é necessário agendar um horário para atendimento.

Basta procurar o local no dia e horário agendados levando toda a documentação necessária.

Conclusão sobre tirar o título de eleitor

É muito fácil emitir o documento e pode te livrar de restrições futuras.

É necessário prestar atenção com relação à documentação e aos critérios para a emissão do mesmo para que não cometa erros e não perca seu tempo.

Caso tenha outras questões acerca da emissão do Título de Eleitor entre em contato através do disque eleitor, os números por Estado podem ser vistos em www.tse.jus.br.

Espero ter ajudado e que consiga tirar seu título de eleitor de maneira simples e rápida. Qualquer dúvida deixe um comentário que responderei o mais breve possível.

Transferência do título de eleitor → Veja como fazer quando mudar

Feira de Santana Atendimento ( SAC / 0800 / Telefone )   Sac0800Telefone

A transferência do título de eleitor é uma questão muito importante pois ela permite que você exerça sua cidadania e ajude as pessoas a escolher a melhor opção para governar o país, sempre que mudar de município deverá mudar o local de votação para que ajuda a comunidade do local onde mora a votar no melhor candidato.

Claro que não é obrigatório mudar, podendo ir à sua cidade votar ou justificar.

Mas a transferência poderá lhe poupar tempo e a manter a situação regular do seu cadastro.

Veja abaixo as ações que deve tomar para fazer isso:Como fazer transferência do título de eleitor para outra cidade

Transferência do título de eleitor

Existem alguns requisitos que devem ser observados por quem deseja fazer a transferência do título de eleitor.

Veja abaixo os mesmos:

  • Residir a pelo menos três meses no município atual;
  • Ter passado um ano ou mais da data do seu alistamento ou da última transferência;
  • A pessoa que deseja deve procurar o cartório eleitoral responsável pela sua nova moradia.

Obs.: Excluem-se os funcionários públicos, militares e autárquicos(ou membros da família) que tenham mudado de residência devido a uma exigência do seu trabalho, esses podem fazer a transferência do título de eleitor a qualquer momento.

Não é possível fazer a solicitação através de procurador, apenas a própria pessoa poderá fazer a solicitação.

Documentos necessários

Os documentos de identificação devem ser originais, em alguns cartórios poderá ser pedido o xérox (fotocópia), portanto, se for possível, leve o original e o xérox para que não tenha que perder tempo.

Veja abaixo a lista do que é aceito:

Documentos pessoais

Pode ser aceito qualquer um dos seguintes documentos:

  • Carteira de Identidade;
  • Certidão de Nascimento (se solteiro) ou de Casamento;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social;
  • Carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal, controladores do exercício profissional (OAB, CRM, CREA etc);
  • CNH;
  • Passaporte, desde que contenha todos os dados necessários à qualificação do requerente, inclusive a filiação.

Obs.: Caso haja alguma mudança no nome da pessoa em virtude de casamento ou de qualquer outro, o fato deverá ser comprovado mediante certidão de casamento ou documentação judicial.

Comprovante de residência

Esse é o documento mais importante pois ele comprova que realmente mora no município para onde está transferindo o seu título de eleitor.

O mesmo deve ser no nome do eleitor, podendo ser:

  • Conta de água;
  • Conta de Energia Elétrica;
  • Conta de Telefone;
  • Conta de Internet;
  • Conta de gás;
  • Envelopes de correspondência;
  • Extrato bancário;
  • Fatura de cartão de crédito;
  • Entre outros.

O documento deve ser atual e ser original, deve-se levar um xérox para que, caso seja necessário, não perca tempo e já resolva seu problema de uma vez.

Caso resida com um parente e não tenha nenhum dos comprovantes acima em seu nome deverá apresentar, em conjunto com o comprovante de residência, um documento que comprove o devido parentesco, filiação ou tutela, podendo ser uma declaração feita pelo dono do comprovante em cartório.

Como fazer a transferência do título de leitor

Cumprindo os requisitos necessários, basta seguir o passo a passo abaixo para fazer a transferência do título de eleitor de um município para outro:

  1. Procure o cartório eleitoral responsável pelo município que você está morando. (Poderá ver a lista de cartórios aqui, sendo que é bom entrar em contato antes pois muitos funcionam com agendamento);
  2. Apresentar um dos documentos de identificação e um dos comprovantes de residência válidos(Se puder leve o xérox pois alguns cartórios poderão solicitar, assim evita perder tempo);
  3. Pronto, seu título de eleitor será transferido e poderá exercer seu dever como cidadão.

Outra forma de fazer isso é através do serviço Poupatempo, aí deve-se procurar o mesmo para obter informações mais pertinentes.

Conclusão sobre como fazer a transferência do título de eleitor

É bem simples fazer a transferência, bastando comparecer a um cartório eleitoral munido de documentação pessoal e de um comprovante de residência dentre os válidos.

Deve-se fazer isso para exercer sua cidadania e ajudar o município no qual está morando a escolher melhor o seu governante, pois terá de aturá-lo por 4 anos, então melhor escolher bem.

E você, o que achou do artigo sobre a transferência do título de eleitor? Deixe um comentário com dúvidas, sugestões ou reclamações.

Consultar local de votação por nome e por número do título de eleitor

De dois em dois anos ocorre uma eleição e pode ser que se esqueça onde deve votar, principalmente se mudar sua seção, mas é possível consultar local de votação por nome e por número do título de eleitor online e ver a informação no seu computador.

Aqui pode-se o próprio site do TSE, onde é possível ter acesos também a outros serviços como:

Todos esses são serviços gratuitos e podem ser acessados por qualquer pessoa.

É importante saber onde se vota para comparecer no dia de votação para não sofrer sanções que são compelidas a quem não cumprir as obrigações eleitorais.

Veja abaixo o tutorial de como fazer a consulta:Consultar local de votação por nome por número título eleitor

Consultar local de votação

Existem, basicamente, duas formas de se pesquisar a informação.

Abaixo pode ver o passo a passo com cada uma delas:

Por nome

É bem simples fazer a consulta, basta seguir o seguinte passo a passo:

  1. Acesse o site do TSE: www.tse.jus.br;
  2. Digite os dados que são pedidos, resolva o CAPTCHA e clique em “Consultar”;Consulta do título de eleitor formulário
  3. Pronto, terá em mãos o número do seu título de eleitor, a zona, a seção e o seu local de votação.Resultado da consulta do título de eleitor

Com esses três passo simples poderá obter a informação.

Após isso a ferramenta apresenta um botão para imprimir a informação, caso queira.

Por número do título de eleitor

É bem simples fazer a consulta, basta seguir o seguinte passo a passo:

  1. Acesse o site do TSE: www.tse.jus.br;
  2. Digite os dados que são pedidos, resolva o CAPTCHA e clique em “Consultar”;Consultar local de votação por número do título
  3. Pronto, terá em mãos o número do seu título de eleitor, a zona, a seção e o seu local de votação.Resultado da consulta do título de eleitor

Com esses três passo simples poderá obter a informação.

Após isso a ferramenta apresenta um botão para imprimir a informação, caso queira.

Digitou os dados e não consegui ver o local de votação?

Os dados devem ser preenchido conforme está no seu cadastro junto à justiça eleitoral.

Se preencheu corretamente e a ferramenta não retornou o resultado esperado tente preencher novamente com mais atenção e, caso ocorra novamente o erro, procure um cartório perto de você para que possa resolver a situação e ver onde está o erro no cadastro.

Conclusão sobre como consultar local de votação

É bem simples ver a informação online no site do TSE.

Sendo que é possível fazer a pesquisa pelo nome do eleitor (precisando do nome do mesmo, nome da mãe e da data de nascimento) ou pelo número do título de eleitor (precisando do número do título, da data de nascimento e do nome da mãe).

O serviço é gratuito e disponibilizado pela justiça eleitoral para os eleitores.

E você, conseguiu consultar seu local de votação? deixe um comentário com sua experiência, dúvida ou sugestão.

Consulta da situação eleitoral pelo nome e pelo número do título de eleitor

2 Stars

Votar é obrigatório e é possível fazer a consulta da situação eleitoral online pelo nome e pelo número do título de eleitor.

Tudo isso se dá através do próprio site do TSE, sendo que é possível consultar o título de eleitor e o local de votação no mesmo site.

Poderá receber duas respostas quando fizer a pesquisa:

Regular: Não há nada de errado com o seu título e não precisa fazer nada.

Irregular: Deixou de cumprir alguma obrigação eleitoral, devendo resolver a situação.

Consulta da situação eleitoral pelo nome e pelo número do título de eleitor

Consulta da situação eleitoral

Como já deve ter reparado, é possível obter a informação de duas formas:

  1. Pelo nome;
  2. Pelo número do documento.

Abaixo vai ver individualmente como utilizar o serviço nas duas formas:

Pelo nome

Acesse o site do TSE: www.tse.jus.br;

Digite o nome do eleitor, a data de nascimento do mesmo e o CAPTCHA e clique em “Consultar”;Situação eleitoral consulta por nome

Pronto, terá o resultado que deseja e verá se a situação do seu título está regular.Resultado da consulta da situação do título

Pelo número do título de eleitor

Acesse o site do TSE: www.tse.jus.br;Situação eleitoral consulta por título de eleitor

Digite o número do título de eleitor e o CAPTCHA e clique em “Consultar”;

Pronto, terá o resultado que deseja e verá se a situação do seu título está regular.Resultado da consulta da situação do título

O que fazer caso a situação do mesmo não esteja regular?

Caso faça a consulta e verifique que a situação do mesmo não consta como regular deverá procurar um TRE (Tribunal Regional Eleitoral) para resolver a situação do mesmo.

Pode ver o endereço mais próximo de você no link a seguir:

www.tse.jus.br/institucional/tribunais-regionais

Normalmente a regularização se dá através de esclarecimentos e pagamento de multa.

Quem tiver o título cancelado poderá sofrer quais sanções?

Muito se fala de que “votar é obrigatório” mas o que acontece se tiver a inscrição cancelada?

O que acontecerá é que sofrerá sanções como as abaixo:

  • não poder se inscrever em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles;
  • não receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;
  • não obter passaporte ou carteira de identidade;
  • não participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal ou dos municípios, ou das respectivas autarquias;
  • não obter empréstimos nas autarquias, sociedades de economia mista, caixas econômicas federais ou estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;
  • não renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;
  • não praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda;
  • não obter certidão de quitação eleitoral, conforme disciplina a Res.-TSE nº 21.823/2004;
  • não obter qualquer documento nas repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

Ou seja, pode ser bem prejudicado caso não mantenha a situação do documento regular.

Fonte: www.tre-pb.jus.br

Conclusão sobre a consulta da situação eleitoral

É bem simples de se fazer e pode propiciar informações importantes para que não sofra sanções quando for usar serviços públicos.

Mantenha a situação como regular para que consiga usufruir de todo os serviços públicos e caso, por algum motivo, tenha problemas procure o TRE responsável pelo seu município e elimine as pendências.

Espero que o artigos sobre a consulta da situação eleitoral tenha lhe ajudado e que a mesma conste como regular. Deixe um comentário com dicas, dúvidas ou sugestões para que ajude um número maior de pessoas.

Consultar título de eleitor pelo nome → Número e local de votação

Chega as eleições e é aquela correria para achar o documento, mas é possível saber o número, a zona, a seção e o local de votação online basta consultar título de eleitor pelo nome e saberá onde realiza sua votação.

Outra coisa em que a pesquisa pode ajudar é quando precisa do número para passar o número do documento para algum órgão, como para a inclusão no Cadastro Único, essa pesquisa poderá servir para isso.

Já que votar é obrigatório, deve-se saber o número para exercer sua obrigação.

Veja abaixo como fazer para descobrir os dados online:Consultar título de eleitor pelo nome Número e local de votação

Consultar título de eleitor pelo nome

É bem simples fazer a consulta, basta seguir o seguinte passo a passo:

  1. Acesse o site do TSE: www.tse.jus.br;
  2. Digite os dados que são pedidos, resolva o CAPTCHA e clique em “Consultar”;Consulta do título de eleitor formulário
  3. Pronto, terá em mãos o número do seu título de eleitor, a zona, a seção e o seu local de votação.Resultado da consulta do título de eleitor

Com esses três passo simples poderá obter a informação.

Após isso a ferramenta apresenta um botão para imprimir a informação, caso queira.

Quais dados serão pedidos na consulta?

Para obter a informação é preciso digitar o nome do eleitor, o nome da mãe do eleitor e a data de nascimento do mesmo.

Só é possível utilizar o serviço se os dados digitados estiverem de acordo com os dados constantes na justiça eleitoral.

Ou seja, não deve haver divergência entre os dados preenchidos e os dados constantes no cadastro do eleitor, caso contrário o serviço não funcionará.

O que fazer se não obter resultado através da ferramenta?

Caso não consiga consultar título de eleitor, ou seja, caso tenha preenchido e não tenha retornado os dados corretamente, procure um cartório eleitoral para ver o que pode ter acontecido de errado.

Os endereços e telefones dos cartórios regionais podem ser obtidos através do link a seguir:

www.tse.jus.br/institucional/tribunais-regionais

Conclusão sobre como consultar título de eleitor

É bem simples obter a informação, precisando apenas do nome do eleitor, da data de nascimento e do nome da mãe do mesmo.

É preciso que os dados estejam de acordo com o que foi cadastrado no TRE.

Caso não encontre através da pesquisa, procure um tribunal regional para tirar dúvidas e descobrir as informações que precisa.

Espero que tenha ajudado e que consiga consultar seu título de eleitor pelo nome, caso tenha dúvidas, sugestões ou reclamações deixe um comentário para que possa ajudar um número maior de pessoas.

O que serve como comprovante de residência

Muitas vezes precisamos dar nosso endereço para várias coisas mas não sabemos ao certo o que serve como comprovante de residência.

Existem vários documentos que podem ser utilizados com a tal finalidade.

Porém cada órgão define individualmente o que pode ser usado.

Seja para inscrição no Cadastro Único, para confecção do Título de Eleitor ou para o FIES, a maioria dos documentos aqui citados podem ser utilizados, sendo que deve-se consultar o órgão responsável antes pois pode ser que normas internas impeçam a aceitação de algum deles.

Mas existem alguns que são comuns em todos os casos.

Veja abaixo alguns deles!O que serve como comprovante de residência modelo declaração

O que serve como comprovante de residência

Sempre que precisamos dar nosso endereço normalmente precisamos de um comprovante de residência para que eles possam confirmar o mesmo.

Mas nem sempre é fácil obter esse documento pois, na maioria dos casos, é necessário que o mesmo esteja no nome da pessoa que precisa do mesmo e, como geralmente moramos com familiares, a maioria das vezes o mesmo não está em nosso nome.

Mas existem outros documentos que podem ser usados, veja abaixo a lista de todos eles:

  • Conta de água;
  • Conta de energia elétrica / conta de luz;
  • Conta de gás;
  • Conta de telefone fixo ou móvel;
  • Conta de internet;
  • Contrato de aluguel em vigor com firma reconhecida acompanhado de uma conta de luz, água, telefone ou gás;
  • Declaração do dono da residência confirmando moradia acompanhada de uma conta de luz, água, telefone ou gás;
  • Declaração anual IRPF;
  • Contracheque emitido por órgão público que contenha o endereço;
  • Demonstrativo / comunicado do INSS ou da SRF;
  • Guia / carnê do IPTU ou IPVA;
  • Boleto de mensalidade escolar;
  • Boleto de plano de saúde;
  • Boleto de codomínio;
  • Boleto de financiamento habitacional;
  • Extrato / demonstrativo bancário;
  • Fatura do cartão de crédito;
  • Extrato do FGTS;
  • Infração de trânsito;
  • Escritura ou Certidão de Ônus do imóvel;
  • Laude de avaliação de imóvel feito pela Caixa;
  • TRCT – Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho;
  • CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo.

Esses documentos devem estar em nome do solicitante do serviço.

De onde foram tirados os dados acima? 

Bom, os documentos acima foram tiradas de algumas fontes oficiais do Governo Federal.

Dentre elas:

Comprovação de endereço do FIES emitido pelo MEC: portal.mec.gov.br

LEI No 6.629, DE 16 DE ABRIL DE 1979: www2.camara.leg.br

Documentação do DETRAN-PR: www.detran.pr.gov.br

Não tem esses documentos? O que mais serve como comprovante de residência?

Bom, caso não tenha nenhum documento que emitido por algum órgão oficial ou banco é possível, também, fazer a comprovação de endereço.

A LEI Nº 7.115, DE 29 DE AGOSTO DE 1983 dispõe sobre esse problema, nela existe o seguinte texto:

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA , faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. . 1º – A declaração destinada a fazer prova de vida, residência, pobreza, dependência econômica, homonímia ou bons antecedentes, quando firmada pelo próprio interessado ou por procurador bastante, e sob as penas da Lei, presume-se verdadeira.

Parágrafo único – O dispositivo neste artigo não se aplica para fins de prova em processo penal.

Art. . 2º – Se comprovadamente falsa a declaração, sujeitar-se-á o declarante às sanções civis, administrativas e criminais previstas na legislação aplicável.

Art. . 3º – A declaração mencionará expressamente a responsabilidade do declarante.

Art. . 4º – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. . 5º – Revogam-se as disposições em contrário.

Brasília, em 29 de agosto de 1983; 162º da Independência e 95º da República.

JOÃO FIGUEIREDO
Ibrahim Arbi-Ackel
Hélio Beltrão

Este texto não substitui o publicado no DOU de 30.8.1983

Ou seja, segundo essa lei, uma declaração de próprio punho é considerada como comprovante de residência e o declarante poderá sofrer penas caso passe informações falsas. Isso é válido apenas para órgãos públicos, sendo que as instituições particulares podem solicitar o que quiserem como documentação.

É interessante autenticar o documento para que este tenha validade jurídica e pegar uma cópia assinada com a data de recebimento do documento por parte do setor recebido, caso se alegue que não foi recebido o mesmo.

Caso não queiram aceitar o mesmo cite a referida lei.

Modelo de declaração de comprovante de residência

Existem alguns modelos disponíveis na internet para quem deseja fazer a declaração.

Basta clicar em um dos links abaixo e imprimir a sua declaração:

Site da Seguradora Lider: www.seguradoralider.com.br

UFRJ: www.poli.ufrj.br

PSORIERJ: www.psorierj.org.br

Site do Ministério da Justiça: www.justica.gov.br

Conclusão sobre o que serve como comprovante de residência

Existem muitos documentos que podem ser utilizados, sendo que esses foram tirados de órgãos oficiais.

Na dúvida oriente-se antes sobre o que é aceito como documentação comprobatória, no texto estão aquelas que podem ser usadas e as mais comuns.

E você, o que achou sobre o que serve como comprovante de residência? Deixe um comentário sobre críticas, dúvidas ou sugestões para que possa melhorar o artigo e ajudar um maior número de pessoas.

curiosidades