Quais são as etapas da fotossíntese?

A fotossíntese é um tema muito estudado nas escolas. Comum em biologia e ecologia, muitas pessoas apresentam dificuldade no tema. Por isso decidimos trazer esse artigo sobre quais são as etapas da fotossíntese.

Esse artigo é apenas um resumo para que entenda rapidamente o funcionamento da mesma, se deseja entender mais detalhadamente sugiro que procure fontes mais completas. Mas, vamos ao artigo:Quais as etapas da fotossíntese

O que é a fotossíntese?

É um processo físico-químico que seres clorofilados fazem que permitem a eles obterem glicose para se alimentarem. Essa obtenção da glicose ocorre utilizando água, dióxido de carbono e a luz solar como catalisador da reação.

Essa reação segue a seguinte equação:

Luz solar + 12 H2O + 6 CO2 → 6O2 + 6 H2O + C6H12O6

Onde:

  • 12 H2O = 12 moléculas de água
  • 6 CO2 = 6 moléculas de dióxido de carbono
  • 6O2 = 6 moléculas de oxigênio
  • 6 H2O = 6 moléculas de água
  • C6H12O6 = 1 molécula de glicose

É esse processo, também, que limpa o ar da poluição que é um dos principais problemas ambientais. Ou seja, os seres clorofilados permitem que nós, humanos, possamos respirar um ar mais limpo, sem eles seria impossível de imaginarmos como seria nossa vida na Terra.

Quais são as etapas da fotossíntese?Quais são as etapas da fotossíntese

Existem, basicamente, duas etapas. As mesmas podem ser vistas abaixo com uma explicação básica do que acontece em cada uma delas. Veja:

Etapa fotoquímica, luminosa ou clara

Essa é a fase dependente da luz solar, onde ela capta a luz solar e faz um processo químico para que a mesma seja posteriormente transformada em energia para a o ser. Ela pode ser de duas formas:

Fotofosforilação cíclica (Fotossistema I)

Esse é um processo que ocorre nos cloroplastos, e cada um dos elétrons recebe um fóton de luz, aumentando a sua energia. A clorofila que se evolve nesse processo recebe o nome de clorofila A.

Posteriormente, após fazer o processo, os átomos voltam ao seu estado normal. Por isso é denominado cíclico.

Fotofosforilação acíclica (Fotossistema II)

Nessa tipo de processo ocorre a utilização de duas clorofilas: A e B.

A luz solar é absorvida pelos elétrons da clorofila B, os mesmos ficam energizados e agitados e são transportados até a clorofila A. Esses elétrons não retornam para a clorofila B, daí o nome “acíclica”.

Mas a clorofila B fica desfalcada de elétrons por pouco tempo, durante a fotólise da água os elétrons são repostos.

A equação da fase clara pode ser dada por:

12 H2O + 6 NADP + 9 ADP + 9 P -(luz)→ 9 ATP + 6 NADPH2 + 3 O2+ 6 H2O

Etapa química ou “escura”

Essa é a fase final do processo. É nela que são gerados os produtos finais necessários para o consumo da planta e o oxigênio necessário para nós, humanos.

É chamada de fase escura porque não precisa mais da energia solar. Ocorre toda no interior da planta. São utilizados os componentes da primeira fase.

Esse processo ocorre no estroma e a energia utilizada na fase clara permite com que esse processo ocorra.

A equação da fase escura pode ser dada por:

6 CO2 + 12 NADPH2 + 18 ATP -(enzimas)→ 12 NADP + 18 ADP + 18 P + 6 H2O + C6H12O6

Claro que as etapas da fotossíntese envolvem uma maior explicação, mas a ideia era apresentar um resumo rápido e de fácil entendimento sobre o tema. Para ver o assunto mais completamente utilize o PDF do site www.fc.up.pt, o mesmo apresenta um texto completo e rico de informação para quem deseja se aprofundar e saber mais sobre o assunto.

O que você achou desse artigo sobre as etapas da fotossíntese? Deixe-nos um comentário com sua opinião, com dúvidas ou sugestões para que possamos ajudar um número maior de pessoas.

Briófitas e Pteridófitas → Reprodução desses tipos de plantas

Decida Agora se Deve Fazer um Blog ou Site   Como Fazer

Hoje vamos falar de um tema bem comum em biologia e ecologia que é a classificação das plantas e, mais especificadamente, iremos falar sobre as plantas Briófitas e Pteridófitas. Daremos algumas informações importantes sobre cada um desses grupos para que possa aprender a distinguir os dois.

Esse é apenas um resumo rápido e não temos pretensão de substituir o material didático. Portanto use o mesmo apenas como apoio para entender rapidamente o conceito mas não deixe de consultar a bibliografia recomendada.

Vamos ao tema então:reprodução das briófitas e pteridófitas

Briófitas e Pteridófitas

Aqui abordaremos esses dois tipos de plantas que é muito comum em nosso planeta. Verá mais abaixo alguns exemplos de cada um dos tipos. E uma especificação de cada uma delas.

Sendo que ambas são plantas sem semente, possuindo modos peculiares de reprodução.

BriófitasBriófitas musgo antóceros hepáticas

São plantas pequenas com poucos centímetros de altura e, normalmente, vivem em locais úmidos e sombreados.

Normalmente esse tipo de planta é composto por três componentes estruturais: rizoide, cauloide e filoide. Que representam, respectivamente, a parte que fica em contato com o solo, a haste e as estruturas clorofiladas e capazes de fazer fotossíntese.

A reprodução desse tipo de planta se dá de maneira sexuada, com a fecundação da gameta feminina pela gameta feminina. O transporte das gametas masculinas para a planta feminina se dá por meio de gotas de chuva. São gerados os esporos que, quando maduros, são liberados no solo e fazer a germinação, dando origem a um novo indivíduo.

Exemplos desse tipo de planta: Musgos, hepáticas e antóceros.

PteridófitaPteridófitas samambaias xaxins avencas cavalinhas

É um grupo de vegetais vasculares parafilético sem semente que possui o corpo composto por caule, raiz e folhas.

A reprodução desse tipo de plantas se dá de maneira assexuada. Ou seja, não é necessária mais de uma planta para que se gere outras plantas descendentes da primeira.

São exemplos de plantas pteridófitas: Samambaias, avencas, xaxins e cavalinhas.

O que você achou desse texto sobre plantas Briófitas e Pteridófitas? Deixe um comentário com sua opinião, sugestão ou correção do texto para que possamos ajudar um número maior de pessoas. Mais informações podem ser obtidas no PDF contido no site: biologiaecienciascap.pbworks.com.

Lixo e Reciclagem → Quais os benefícios da reciclagem de materiais

8

Um dos principais temas envolvendo o Desenvolvimento Sustentável tem a ver com Lixo e Reciclagem. Sabemos que o lixo é uma das principais causas de problemas ambientais no mundo, mas parece que na hora de reutilizar o mesmo esquecemos disso. Mas existem vários benefícios que podem ser dados pra adotar tal prática, principalmente no setor industrial.

Por isso decidimos fazer esse artigo para ressaltar quais são os benefícios da reciclagem de materiais do lixo. Sendo que esse é um resumo do tema para que fique de fácil acesso às pessoas, afinal nem todos possuem tempo de ler textões em dias corridos como os de hoje.

Vamos ao tema:

reciclagem do lixo resumo
Imagem retirada de: www.reddeer.ca

Lixo e Reciclagem: Resumo do que se trata

A reciclagem nada mais é do que a reutilização de produtos que iam ser jogados fora no lixo, mas que possuem enorme potencial financeiro na sua reutilização. O mesmo deve ter potencial de utilização para que possa ser reaproveitado. Quase tudo possui uma forma de ser reutilizado.

Um dos usos mais comuns desse processo é na arte e no artesanato. Nesse tipo de processo, o lixo de uns dá lugar à arte de outros que gera valor e evita que o material agrida o meio ambiente. Afinal, alguns dos recursos naturais são escassos no planeta Terra, não podemos esbanjá-los.

Outra forma disso acontecer é através da reutilização industrial, que permite com que o material outrora descartado se transforme em um novo.

Quais são os benefícios da reciclagem de materiais do lixo?Quais são os benefícios da reciclagem de materiais do lixo

Existem vários benefícios nesse tipo de técnica de reutilização. Claro que depende do material e, também, da indústria em que é empregada, mas, em geral, podemos citar os seguintes benefícios:

  • Redução no consumo de matérias-primas e recursos naturais;
  • Redução no volume do lixo que entope boeiros, suja rio e polui o ar quando é queimado;
  • Redução no custo de matéria-prima em algumas indústrias;
  • Geração de renda para associações de coletores de materiais recicláveis;
  • Geração de renda com arte e artesanato, agregando valor ao que os outros consideram lixo;
  • Diminui a quantidade de lixo nos aterros sanitários;
  • Auxilia na economia de energia gasta para gerar determinados produtos;
  • Incentiva a preservação do meio ambiente partindo da reciclagem.

Esses são alguns das vantagens que relacionam Lixo e Reciclagem. Foi dado de forma a ser apenas um resumo pois a intenção desse artigo é apenas alertar sobre a importância do tema. Deixe um comentário caso deseje acrescentar algo ao texto, caso tenha dúvidas ou alguma sugestão de algo que faltou para que possamos ajudar um número maior de pessoas.

Principais Problemas Ambientais no Mundo Atual

O Desenvolvimento Sustentável é uma coisa que nós como humanos estamos longe de alcançarmos. A evolução das tecnologias tem um preço e, muitas vezes, esse preço são os Problemas Ambientais no Mundo. Cabe a nós pensarmos em formas de preservar o meio ambiente em que vivemos para que gerações futuras tenham o que desfrutar.

Uma melhor gestão dos recursos naturais é a solução desses problemas. Porém não dará certo se partir de governos, tem que partir de cada um de nós, da educação que temos, com a finalidade de termos uma melhor vivência e fornecermos isso a outras pessoas.

Aqui você verá os Principais Problemas Ambientais no Mundo Atual e algumas soluções para tentar resolver eles.

Veja mais abaixo as informações:Quais os principais problemas ambientais no mundo atual

Principais Problemas Ambientais no Mundo Atual

Com a evolução da tecnologia e da industrialização esses problemas tornaram-se corriqueiros. Empresas que trabalham de forma que não agridam o meio ambiente devem ser exaltadas e as que agridem devem ser bicotadas.

Governo nenhum é capaz de reduzir a degradação ambiental, o que deve ser feito é conscientizar as pessoas para usarem melhor os recursos pois os mesmos são escassos.

Segue a lista com os principais causados pelos humanos:

Poluição da água

Bem essencial à vida dos seres humanos, a água é um dos recursos naturais que mais sofrem com a falta de gestão do bem. A poluição, nesse caso, possui várias vertentes como:

  • Despejo de esgotos em rios e mares;
  • Lixo sendo jogado nos rios e mares;
  • Substâncias tóxicas e industriais jogadas nas águas;
  • Uso de água potável de forma descontrolada em grandes centros urbanos.

Os fatores acima são apenas alguns que interferem na qualidade de vida de todos nós. Sendo que podemos ter cenas como o desastre da mineradora Samarco em Mariana-MG, que, além do desastre ambiental causado pela empresa, causou a morte e destruição do distrito de Bento Rodrigues.

Além de nos afetar diretamente, afeta todo o ecossistema local, impedindo a vida de animais marinhos como os peixes que são fonte de sustento de muitas famílias.

Por isso esse é um dos principais Problemas Ambientais no Mundo Atual.

Poluição do ar

Esse é outro problema que devemos dar grande importância pois pode afetar muitos de nós. A principal causa é o gás carbônico(CO2) que pode ser produzido de muitas formas:

  • Através das queimadas de pastagens e florestas;
  • Através do gás emitido pela queima de petróleo pelos carros;
  • Através da queima de carvão mineral utilizado nas indústrias.

Os acima são as principais causas dessa poluição que pode causar sérios problemas respiratório e, até mesmo, causar coisas como as chuvas ácidas.

Desmatamento

Diariamente vemos notícias de que o desmatamento está muito acentuado em certas partes do mundo. Isso ocorre, principalmente, porque há a necessidade de expansão dos territórios ocupados com a finalidade de estabelecer atividades do agronegócio ou devido à exploração da madeira.

Claro que muitos governos proíbem esse tipo de atividade, mas isso não adianta. Volto a bater nessa tecla: o que necessitamos é da conscientização através da educação e não de mais leis.

Motivos pelos quais podemos ver o desmatamento em grande escala podem ser por:

  • Aumento da área para a prática da pecuária;
  • Aumento da área para a prática da agricultura;
  • Aumento da área para a moradia;
  • Desmatamento para a venda da madeira.

As principais consequências desse mal são a extinção de várias espécies de animais e plantas e a contribuição na poluição do ar(visto que são as plantas que transformam o gás carbônico em oxigênio para que possamos respirar).

Cabe a cada um de nós termos consciência na utilização desse recurso e fazermos com que sua exploração seja feita de maneira consciente e não visando apenas o luco financeiro.

Poluição dos solos

Esse problema pode afetar as plantas e animais que consumimos, bem como a água que tomamos. Ele pode ter várias causas como:

  • Descarte de lixo em locais inapropriados;
  • Contaminação por agrotóxicos;
  • Conta.inação por fertilizantes;
  • Contaminação por produtos tóxicos provenientes de indústrias.

O ideal seria fazer o planejamento de tudo o que consumimos e tentar fazer com que os recursos sejam melhor administrados. Mas isso é difícil pois o mundo é muito grande e depende de cada parcela da população se ajudar nessa luta contra a poluição do solo.

Uma ideia que vem ganhando muitos adeptos é a agricultura orgânica, totalmente livre de agrotóxicos e produtos químicos, mas ela ainda não é feita em grande escala. Mas creio que seja uma tendência para o futuro.

Extinção de animais

Existem um grande número de animais em extinção. Uma parte deles é por causa da evolução e outra parte é porque é forçada por nós, humanos. Acabamos com o ecossistema desses seres vivos e fazemos a caça predatória, o que contribui para que acelere o processo de extinção de algumas espécies.

Mas esse é um dos fatores que menos nos afeta, embora seja uma das mais cruéis. A ideia é pensar no mundo como um grande organismo vivo e que cada um dos seres que nele habitam são necessários para a vida tal como ela é. Assim, tendemos a ter mais compaixão pelos animais e preservar mais.

Preservar os ecossistemas é muito importante. Preservar as matas nativas, os animais e as águas para termos um mundo mais saudável a todos.

Aquecimento Global

Esse é outro grande efeito da poluição do ar e do desmatamento. A cada ano a temperatura média do planeta Terra aumenta, causando uma aumento no derretimento das geleiras nos pólos e, com isso, o aumento no nível dos oceanos.

Isso ocorre porque o ar, quando mais poluído, tende a reter mais o calor que é irradiado pelo Sol. Consequentemente a temperatura tende a ser maior.

Porém o aumento é pequeno a cada ano, tornando o aumento insensível para algumas pessoas. Levando a acreditar que isso é um “mito”, mas nunca foi tão real.

Diminuição da Camada de Ozônio

A emissão de certos tipos de gases tendem a agredir a Camada de Ozônio, fazendo com que a filtragem dos raios solares não seja feita corretamente. Isso aumenta a incidência dos mesmos e, como consequência, aumenta o número de casos de problemas como o câncer de pele.

Devemos tentar não poluir o ar pois ele é altamente importante para nós.

Chuva Ácida

É uma das consequências da poluição do ar. Os poluentes reagem com a água gerando ácido sulfúrico e ácido nítrico. Pode atingir pessoas a milhares de quilômetros daquelas que poluíram o ar.

Há um empobrecimento do solo, empobrecimento da vegetação e a corrosão de alguns monumentos de mármore. Além disso, há uma acidificação das águas, o que causa contaminação dos peixes e seres vivos que utilizam-se daquele habitat para sobrevivência.

Isso prejudica as pessoas que ganham a vida com agricultura e com a pesca. Podendo causar problemas de saúde a todos nós.

Soluções para os Principais Problemas Ambientais no Mundo Atual

Existem várias práticas que podem auxiliar nesse processo para a solução dos Principais Problemas Ambientais no Mundo Atual, todas elas dependendo a melhoria da educação das pessoas. Algumas são bem simples e podem ser feitas por você hoje mesmo:

Uso consciente da água: Não deixe a torneira aberta enquanto escova os dentes ou ensaboa os pratos e não deixe o chuveiro aberto enquanto passa o sabonete pelo corpo.

Uso consciente da energia elétrica: Não deixe luzes acesas quando não estiver no cômodo, não passe muito tempo no chuveiro, não passe muitas roupas e invistas em tecnologias como a energia solar e a energia eólica.

Plantio orgânico: Tente plantar hortaliças, temperos e alguns outros produtos para o consumo próprio.

Comprar de empresas amigas do meio ambiente: Estude se determinada empresa agride o meio ambiente antes de comprar da mesma.

Não jogue lixo na natureza e recicle: Não jogue lixo em ruas, lagos, oceanos, mares e na natureza e sempre tente reaproveitar as embalagens e o que for jogar fora.

Claro que isso é um pequeno passo, mas somos uma união de pessoas. Cada um de nós deve fazer a sua parte para acabar com o problema e não ficar esperando uma solução vinda de terceiros.

Embora as ações sejam individuais, outras coisas poderiam ser feitas por parte da humanidade como tentativa de melhoria da vida de todos no mundo como:

Estimulação da agricultura orgânica: Com isso diminuiria-se o uso de agrotóxico e, consequentemente, haveria uma menor agressão ao solo.

Diminuição no uso de agrotóxico: Melhoraria a saúde dos alimentos e diminuiria a poluição do solo.

Tratamento de esgoto: Haveria uma menor poluição das águas dos rios, lagos e mares, aumentando a oferta de água potável.

Uso de energia limpa: Investimentos empresariais poderiam ser feitos em energias limpas como a eólica e a solar para diminuir a degradação ambiental.

Uso de substâncias biodegradáveis: Industrias poderiam investir no desenvolvimento de substâncias que não agridam o meio ambiente para utilizar as mesmas nos seus empreendimentos.

Essas foram só algumas ideias para tentar acabar com alguns dos Principais Problemas Ambientais no Mundo Atual, mas isso é pouco provável de acontecer. Cabe a nós fazermos nossa parte para termos um mundo melhor. O que você achou desse artigo? Deixe um comentário com a sua opinião sobre o mesmo para que possamos ajudar um número maior de pessoas.

Cadeia e teia alimentar → conceitos e diferenças

Significado de Roubo   O que é, Conceito e Definição

Todos os seres vivos precisam de energia para viver. Por menor que seja a atividade é preciso usar energia. Para conseguir energia, os animais precisam de se alimentar. É aí que entra o conceito de cadeia e teia alimentar.

Cadeia e teia alimentar

Tanto a cadeia quanto a teia alimentar mostram como cada ser vivo consegue a sua comida e como os nutrientes e energia são passados de uma criatura para outra. Elas sempre começam com plantas e terminam com animais.

Uma cadeia alimentar simples pode começar com a grama. Os coelhos comem as gramas e então as raposas comem os coelhos e assim sucessivamente.

O ciclo abaixo é considerado um ciclo completo de vida e energia:

Cadeia e teia alimentar - exemplo

Fonte: adaptada de smartsite

Observe que a cadeia alimentar da figura é linear e somente um animal é o predador do animal anterior. Além disso, a cadeia fechou o ciclo. Com a morte do falcão, o decompositor retirou os nutrientes dos mesmos e esses nutrientes foram aproveitados pelo produtor.

A cadeia alimentar apresentada acima é apenas um exemplo. Na natureza as coisas não funcionam tão simples assim. Por isso, foi necessário criar o conceito de teia alimentar.

Existem outros artigos como esse na seção ecologia.

Diferença entre cadeia alimentar e teia alimentar

Muitas pessoas acham que cadeia alimentar e teia alimentar são sinônimos. Porém, eles são conceitos diferentes.

A cadeia alimentar é uma sequência de alimentação na qual cada nível trófico tem apenas um predador, até que o predador mais forte morra e sua decomposição seja utilizada pelas plantas que estão no início do ciclo.

A teia alimentar é um conjunto de cadeias alimentares. Nesse caso, cada animal pode ter diferentes níveis tróficos e mais de um animal pode ser o predador de outro animal. A teia alimentar é muito complexa e representa o que realmente acontece na natureza.

Fontes: sheppardsoftware   wikipedia

Floresta Temperada – Características

A Floresta Temperada são formações vegetais típicas de regiões de clima temperado. Podem ser encontradas entre os trópicos e as regiões polares nos Hemisférios Norte e Sul. São também chamadas de florestas de quatro estações, porque exibem as quatro estações bem definidas.

As formações vegetais mais comuns nas florestas temperadas são florestas de coníferas e bosques com árvores de folhas caducas e perenes.

Regiões onde pode ser encontrada

Estão localizadas em locais com climas moderados, onde as estações mudam definidamente, e muitos tipos de plantas podem crescer todo o ano.

Dois terços de todas as florestas tropicais temperadas estão no noroeste do Pacífico. Essas florestas recebem de 75 a 100 centímetros de chuva por ano.

As florestas decíduas temperadas são menos comuns. São as florestas nas quais as folhas mudam de cor e caem durante as estações de outono e inverno. Essas florestas estão localizadas no leste dos Estados Unidos, no oeste da Rússia, na China e na Europa.

  • Costa oeste dos Estados Unidos e Canadá.
  • Sul do Chile.
  • Norte da Espanha e Portugal.
  • Região oeste do Reino Unido.
  • Turquia.
  • Japão e leste e sul da China.
  • Região sudeste da Austrália.
  • Sudoeste da Argentina.
  • Costa ocidental da Nova Zelândia.
  • Oeste da Noruega.

Estações na Floresta Temperada

  • Inverno: durante este período a floresta parece morta, porque as folhas caíram das árvores. Nas florestas decíduas temperadas e temperadas, a maioria dos animais se esconde do frio ou migra para climas mais quentes e o terreno da floresta é coberto por neve.

  • Primavera: período do ano em que a vida selvagem retorna lentamente e as folhas crescem de volta às árvores.
  • Verão: período de intenso calor e uma proliferação de animais e plantas.
  • Outono: a temperatura fica mais amena e as folhas de árvores mudam de cor, atingindo cores avermelhadas e amareladas. Os animais começam a armazenar alimentos para o inverno.

Flora

O solo em florestas temperadas é muito fértil, e essas florestas são povoadas com vários tipos de árvores:

  • Árvores de folha caduca, como: bordo, carvalho e olmo.
  • Árvores de coníferas, como: pinheiro, abeto e cedro.
  • Árvores de folhas largas, que tipicamente povoam Regiões como Austrália, Nova Zelândia e o Mediterrâneo. Alguns exemplos são: azeitona, azevinho, chá e o eucalipto.

Musgos, samambaias e outros pequenos arbustos tendem a alinhar o chão da floresta.

Fauna

Todos os tipos de animais podem viver em florestas temperadas, devido ao clima moderado, solos férteis que convidam muitos tipos de plantas, a sombra das árvores e abundância de água.

Na Austrália, animais como koalas, gambás, wombats e outros marsupiais vagam pela floresta. Na Europa, os esquilos, texugos e aves canoras prosperam nas florestas. Nos Estados Unidos, ursos, linces, cervos e coelhos são moradores comuns da floresta. Os pandas prosperam nas florestas temperadas da China.

O que você achou desse artigo? Se gostou dessa informação sobre Floresta Temperada, compartilhe com seus amigos e nos deixe uma avaliação!
E para mais novidades não deixe de nos seguir nas redes sociais!

Indústria Extrativa → O que é, O que faz, Vegetal, Mineral e Animal

Por que todo mundo fica feio em fotos 3x4?

Existem vários tipos de indústrias e formas de ganhar dinheiro, uma delas se dá através da Indústria Extrativa. Nesse artigo vai ver um pouco sobre esse tema e alguns tópicos como:

Mas é necessário buscar outras fontes para que se aprenda mais sobre o tema e não tenha nenhuma dúvida acerca do mesmo.

Vamos ao texto:O que é Faz Indústria Extrativa Mineral Animal Vegetal

O que é a Indústria Extrativa?

É uma atividade comercial que visa retirar os recursos naturais com fins lucrativos. A ideia é retirar os produtos e entregar na sua forma original ao consumidor que pode ser o consumidor final ou uma indústria de beneficiamento, apenas como exemplos.

A extração desses recursos deve ser feita observando o desenvolvimento sustentável e agredindo o mínimo possível a natureza. Mas muitas vezes isso não acontece e é preciso ação das pessoas para que quem não faz o uso correto dos recursos sejam punidos pelos danos ambientais e sociais.

Um exemplo de consequências sociais causados pelo mau uso dos recursos é o caso do rompimento da Barragem de Mariana, que deixou vários mortos e causou um imenso desastre ambiental.

Por isso é importante ter-se em mente que deve-se explorar os recursos naturais com responsabilidade, pensando sempre na natureza e nos impactos sociais que uma ação pode ter.

O que faz a Indústria Extrativa?

Ela retira os recursos naturais e vende os mesmos para o consumidor final in natura ou para indústrias que transformarão o mesmo em produto final para o consumidor.

Esses recursos podem ser vegetais, minerais ou animais.

Há apenas a extração, não havendo transformação ou manipulação de forma a modificar o produto.

Tipos de Indústrias Extrativistas

Os ramos de atuação desse tipo de atividade podem se dividir em três:

Indústria Extrativa VegetalIndústria extrativa Vegetal

Onde são coletados recursos como madeira, seiva, frutos, casca de troncos, folhas e ervas da natureza e vendidos da forma que são colhidos para indústrias de beneficiamento ou para o consumidor final.

Essa atividade também pode ser usada para subsistência, ou seja, para consumo próprio e da família do indivíduo.

Indústria Extrativa MineralIndústria Extrativa Mineral

Onde são coletados recursos minerais como minério de ferro, bauxita, calcário, ouro, diamante, esmeralda, entre outros. Os mesmos podem ser vendidos também direto ao consumidor final ou para locais que fazem o beneficiamento do mesmo.

Esse tipo de atividade possui apenas o caráter comercial. Embora alguma parte da produção possa ser usada pelas famílias, mas não são de importância para que as mesmas continuem vivas.

Indústria Extrativa AnimalIndústria Extrativa Animal

Onde são coletados recursos animais produtos da caça e da pesca. Podendo os mesmos serem vendidos diretamente ao consumidor final ou à locais de beneficiamento.

Pode ser usada para a subsistência e é muito comum por parte de povos indígenas e por pessoas do interior do país, mais até que o extrativismo vegetal.

Conclusão sobre a Indústria Extrativa

É uma parte importante da nossa economia uma vez que a mesma visa a produção de matéria-prima essencialmente. Seria bom que o Brasil fosse exportador de tecnologia pois essa agrega valor aos produtos, mas é um país subdesenvolvido e teremos de viver por muito tempo de exportação de produtos de extração e da agropecuária.

A Indústria Extrativa é de suma importância para a vida de muitas pessoas, principalmente indígenas e moradores do interior, pois cria formas delas retirarem sustento em integração com o meio ambiente.

E você, o que achou sobre esse texto com o conceito de Indústria Extrativa? Deixe um comentário com dúvidas, sugestões ou correções que devem ser feitas no significado do texto para que possamos ajudar um número maior de pessoas.

Recursos Naturais Renováveis e não Renováveis

Significado de Geração Z   O que é, Conceito e Definição

Os Recursos Naturais Renováveis e não Renováveis são recursos que estão na natureza e podem ser usados pelo homem para gerar algo. Existem dois tipos diferentes que são:

  • Recursos Naturais Renováveis; e
  • Recursos Naturais não Renováveis.

Mas ambos estão ligados e aqui nesse artigo verá um pouco mais sobre as duas peças desse quebra-cabeça.

Esse texto é um resumo criado para ser de rápida leitura e interpretação simples, podendo ser usado para qualquer pesquisa.

Vamos lá:Recursos Naturais Renováveis e não Renováveis Veja

O que são Recursos Naturais?

São ferramentas que se encontram na natureza e podem ser utilizados pelo homem para criar coisa ou em atividades.

Podem ser exemplos:

  • Água;
  • Solo;
  • Sol;
  • Ar;
  • Petróleo;
  • Carvão Mineral;
  • Os animais;
  • Os vegetais;
  • Etc.

E nem sempre os mesmos são utilizados visando o Desenvolvimento Sustentável, gerando desequilíbrio no meio ambiente.

Muitas vezes os mesmos acabam ficando escassos devido ao mau uso pelo ser humano, como é o caso dos animais em extinção e de certos minerais.

O que são Recursos Naturais Renováveis?

São aqueles que podem ser usados e a natureza recompensa, fazendo uma purificação dos mesmos e colocando mais do mesmo à disposição do homem.

Como exemplo podemos citar os vegetais que o homem tira ou as árvores que o homem corta. É possível repô-los através do plantio, claro que depende da boa vontade humana para que isso aconteça, mas são renováveis.

Como exemplos também podemos citar os animais como os bovinos, suínos e ovinos, que são criados pelo homem com a intenção de usar dos mesmos como fonte de alimento. Todos eles podem ser renováveis e repostos pelo homem.

Veja abaixo a lista com alguns exemplos:

  • Galinhas;
  • Porcos;
  • Vacas;
  • Ovos;
  • Leite;
  • Madeira;
  • Vegetais;
  • Etc.

Claro que é preciso da ação nossa para que essas ferramentas continuem a serem renovadas, mas a natureza é nos propicia isso, fazendo com que usemos deles e, ainda assim, possamos ter iguais ferramentas no futuro.

O que são Recursos Naturais Não Renováveis?

São aqueles que, ao serem retirados do ambiente, não podem ser replicados pelo homem. Ou seja, os seres humanos não podem fazer com que surjam mais desse tipo de material para ser utilizado.

Nesse caso, uma vez usado, o homem tem que reaproveitar o produto em que usou determinado recurso. Caso apenas utilize indiscriminadamente um recurso natural não renovável, o mesmo ficará escasso e deixará de existir para novas ideias.

Por isso deve haver planejamento ao trabalhar com esse tipo de material, para que os mesmos possam ser usados por um maior tempo e de forma mais eficiente, beneficiando a todos nós.

Como exemplos podemos citar:

  • Petróleo;
  • Gás Natural;
  • Carvão Mineral;
  • Energia Nuclear;
  • Xisto;
  • Ferro;
  • Manganês;
  • Pedras Preciosas;
  • Ouro;
  • Prata;
  • Sílica;
  • Entre outros.

Claro que a maioria deles ainda encontram-se abundantes na natureza, mas com o passar dos anos e o consumo desenfreado os mesmos podem desaparecer.

Solução para problemas de escassez

Os cientistas estão estudando dia a dia para tentar substituir as matérias-primas dos componentes de vários produtos que usamos.

Por exemplo: há estudos na substituição dos combustíveis fósseis por combustíveis de origem vegetal e, mesmo, por sistemas que funcionem movidos a energia elétrica mas de forma mais eficiente. Podemos citar carros movidos à álcool e à energia(como os da Tesla) como pioneiros da tecnologia de utilização de energias renováveis.

Isso é muito importante pois possibilita ao homem trabalhar com recursos que não acabarão, sendo assim poderemos ter por muito mais tempo a energia vinda de fontes como a cana-de-açúcar e o milho que a do petróleo, pois os segundo tende a acabar um dia.

Diferença entre Recursos Naturais Renováveis e não Renováveis

Bom, parece que você já deve ter notado acima qual a diferença entre os Recursos Naturais Renováveis e não Renováveis, não é mesmo? Caso não tenha entendido, veja abaixo de forma resumida:

Recursos Naturais Renováveis: Podem ser recriados, recolocados, reproduzidos ou replantados na natureza. Geralmente são seres vivos(ou derivados deles) com a capacidade de se reproduzir como árvores e animais.

Recursos Naturais Não Renováveis: Não podem ser recriados, recolocados, reproduzidos ou replantados na natureza. Geralmente são combustíveis fósseis como o petróleo ou minerais como o carvão.

Agora entendeu a diferença entre os dois termos?

Conclusão sobre Recursos Naturais Renováveis e não Renováveis

O homem precisa aprender a interagir de forma mais harmônica com o ambiente em que vive. Para isso é necessário fazer o uso sustentável dos recursos naturais que possuímos, devendo toda a utilização ser planejada e calculado o impacto ambiental que pode ter. É preciso uma gestão do uso dos mesmos e um planejamento na exploração.

Claro que nem sempre isso ocorre, na busca pelo lucros atropela-se o que é melhor pra sociedade. Mas os empresários precisam pensar em deixar um mundo melhor até para os seus próprios descendentes e as pessoas comuns podem tomar atitudes (como o reaproveitamento de sacolas, o uso de sacolas de papel, não jogar lixo nos rios) que podem ajudar nisso.

Espero que o artigo sobre Recursos Naturais Renováveis e não Renováveis tenha lhe sido útil e que entenda como funciona cada um desses termos. Deixe um comentário com dúvidas, sugestões ou informações que poderiam ser acrescentadas ao texto para que ajudem um maior número de pessoas.

Animais em Extinção → Na Amazônia, No Brasil e No Mundo

3

A extinção é um fator delicado e tem a ver com o não respeito ao Desenvolvimento Sustentável em uma determinada área. Por isso decidimos falar um pouco sobre os Animais em Extinção na Amazônia, No Brasil e no resto do Mundo. A finalidade desse artigo é conscientizar as pessoas de que espécies de animais podem desaparecer por causa de ações dos seres humanos.

Claro que podem existir outros fatores como:

  • Aumento no número de predadores naturais;
  • Mudanças climáticas;
  • Secas;
  • Inundações;
  • Entre outras.

Mas o ser humano é um dos principais responsáveis pela extinção dos animais.

Veja abaixo informações importantes:Animais em Extinção no Brasil Mundo na Amazônia

O que é Extinção?

Em biologia ou ecologia extinção diz respeito ao desaparecimento total de uma espécie, subespécie ou grupo de espécies.

Sendo que a extinção total diz respeito à morte do último indivíduo de uma espécie.

Isso não é incomum na natureza, há mutações, e surgimentos de novas espécies a todo momento pela revolução em detrimento da extinção de outras.

O que atrapalha esse processo natural é a interferência humana poluindo os rios ou caçando algumas espécies(apenas dois exemplos de como humanos podem interferir), acelerando esse processo.

Lista dos Animais em Extinção no Mundo

Esses são os casos mais graves, só no cenário brasileiro são mais de 627 animais em risco de extinção.

Veja os mais críticos:

  • Baleia azul
  • Borboleta monarca
  • Gorila das montanhas
  • Panda gigante
  • Rinoceronte branco do Norte
  • Zebra de grévy
  • Oragontango da Sumatra
  • Morsa
  • Tartaruga gigante
  • Camelo bactriano
  • Gorila das montanhas
  • Quagga
  • Urso do Atlas
  • Tartaruga-de-couro
  • Pato mergulhão
  • Golfinho do rio chinês
  • Jacaré da China
  • Leão asiático
  • Leopardo persa
  • Leopardo das neves
  • Rinoceronte de Java
  • Kakapo
  • Diabo-da-tasmânia
  • Lince-ibérico
  • Atum-azul
  • Tigre-de-bengala
  • Elefante-asiático
  • Lobo-vermelho
  • Foca-monge-do-Havaí
  • Pinguim-africano
  • Asno-selvagem-africano

Quais os Animais em Extinção no Brasil?

Atualmente existem mais de 627 Animais em Extinção no Brasil, fato esse que torna muito difícil dispor todos em uma lista.

Abaixo a lista com alguns deles:

  • Ararajuba
  • Arara-azul
  • Ariranha
  • Baleia-franca-do-sul
  • Cervo-do-Pantanal
  • Gato-maracajá
  • Lobo-guará
  • Macaco-aranha
  • Mico-leão-dourado
  • Muriqui-do-norte
  • Onça-Pintada
  • Saíra-militar
  • Sapo-folha
  • Soldadinho-do-araripe
  • Tamanduá-bandeira
  • Tartaruga-de-couro
  • Tartaruga-oliva
  • Uacari-branco
  • Udu-de-coroa-azul

Lista de Animais em Extinção na Amazônia

A Amazônia é um dos principais ecossistemas brasileiros, apresentando uma quantidade enorme de animais que correm o risco de deixarem de existir.

Veja alguns exemplos deles:

  • Arapaçu
  • Arara de Barriga Amarela
  • Arara-Azul
  • Arara Vermelha
  • Ararinha Azul
  • Ararajuba
  • Ariranha
  • Boto Cachimbo ou Toninha
  • Cachorro do Mato
  • Cobra-dormideira-queimada-grande
  • Cobra Jararaca
  • Cuxiú-preto
  • Doninha Amazônica
  • Gato-maracajá
  • Guariba de mão ruiva
  • Harpia ou Gavião Real
  • Jaguatirica
  • Lobo Guará
  • Macaco-aranha
  • Macaco-de-Cheiro
  • Macaco-prego
  • Macaco Uacari-branco
  • Mico Leão Dourado
  • Onça Parda
  • Onça-Pintada
  • Papagaio-verdadeiro
  • Peixe Boi da Amazônia
  • Peixe Pirarucu
  • Pica pau cara amarela
  • Rato do cacau
  • Sauim
  • Tamanduá-bandeira
  • Tatu-Canastra
  • Tucano de Bico Preto

Principais causas da Extinção de Animais

Existem vários fatores que colocam os Animais em Extinção. Veja abaixo algumas delas:

  • Tráfico de animais silvestres;
  • Poluição de rios e de mananciais;
  • Desmatamento;
  • Alterações climáticas;
  • Enchentes;
  • Desertificação;
  • Queimadas;
  • Construção de hidrelétricas;
  • Caçada Predatória;
  • Poluição do ar;
  • Pesca;
  • Aumento no número de predadores naturais;
  • Extinção natural.

Esses são os principais fatores que interferem na vida dos animais, acabando com o seu habitat ou diretamente com eles, levando ao extermínio de uma espécie.

Lista Vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais

Pensando nisso o UICN criou uma classificação a depender dos índices de extinção de uma determinada espécie.

Veja eles:

Extinto

São considerados dentro dessa classificação todos os espécimes que foram extintos ou em que os exemplares vivos existem somente em laboratório. Subdividindo-se em:

  • Extinto (EX)
  • Extinta na natureza (EW)

Ameaçada

Ameaçada diz-se daquelas espécies que correm grande risco de desaparecerem. Ela subdivide-se nessas três outras classificações:

  • Criticamente em perigo (CR)
  • Em perigo (EN)
  • Vulnerável (VU)

Baixo risco

Diz-se de espécies que não apresentam risco reais no momento de desaparecerem. Subdivides em três outras classificações:

  • Dependente de conservação
  • Quase ameaçada (NT)
  • Pouco preocupante (LC)

Outras categorias

Diz-se de categorias que ainda não foram computados os dados ou a coleta dos mesmos ainda não foi suficiente, podendo ser:

  • Dados deficientes (DD)
  • Não avaliada (NE)

Conclusão sobre os Animais em Extinção

Devemos pensar em preservar as espécies que estão presentes nessa lista. Devemos viver melhor em sociedade e praticando o desenvolvimento sustentável, integrando as pessoas e a natureza, desenvolvendo o bem estar de todas as pessoas e dos animais.

Também é importante nos mantermos atualizados sobre todos os acontecimentos envolvendo a natureza pois tudo esta integrado conosco.

O que você achou desse artigo sobre os Animais em Extinção? Deixe um comentário com dúvidas, sugestões ou sua opinião sobre o mesmo para que possa ajudar um número maior de pessoas.

curiosidades