Telescópio espacial James Webb

tumblr static tumblr lxlgwclo7y1qc6xxfo1 500

O telescópio espacial James Webb (JWST) será um grande telescópio infravermelho com um espelho primário de 6,5 metros. O telescópio será lançado pelo foguete Ariane 5, na Guiana Francesa, em Outubro de 2018.

telescópio espacial james webb - foto artística do telescópio

JWST será um observatório que irá servir milhares de astrônomos ao redor do mundo. Ele irá estudar todas as fases da história do nosso Universo. Isso inclui os primeiros feixos de luzes depois do Big Bang até a formação do Sistema Solar.

Inicialmente telescópio era conhecido como Telescópio Espacial da Próxima Geração. Mas, em setembro de 2002, ele foi renomeado em homenagem a um ex-administrador da Nasa.

JWST é uma parceria internacional entre a Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (NASA), Agência Espacial Européia (ESA) e Agência Espacial Canadense (CSA). A NASA é a responsável por desenvolver o telescópio.

Muitas tecnologias inovadoras estão sendo desenvolvidas para o JWST. Dentre elas, podemos citar um espelho primário feito de 18 segmentos separados que se desdobram e se ajustam depois do lançamento do telescópio.

Os espelhos são feitos de berílio ultraleve. A principal característica do telescópio é um escudo de 5 camadas e do tamanho de uma quadra de tênis, que diminui o aquecimento solar em mais de um milhão de vezes.

Os instrumentos do telescópio espacial James Webb, como as câmeras e os espectômetros, possuem detectores capazes de registrar sinais extremamente fracos.

Um instrumento denominado NIRSpec tem tampas programáveis que possibilitam a observação de 100 objetos simultaneamente. JWST também tem um resfriador para manter a temperatura dos detectores infravermelhos do instrumento MIRI. A temperatura do MIRI tem que ficar em torno de 7 K (-266ºC) para que eles possam funcionar corretamente.

Fique ligado nos outros artigos da seção Astronomia.

Por que o telescópio espacial James Webb é importante?

Como nós chegamos aqui? Nós estamos sozinhos? Como o Universo funciona? Essas são algumas das questões que inspiram os astrônomos, desde do lançamento do primeiro telescópio espacial.

Webb estudará como as galáxias surgiram e como as suas estrelas foram formadas. Ele analisará como os cosmos que eram feitos de hidrogênio e hélio, se transformaram em estruturas complexas, como estrelas, planetas e tudo ao nosso redor.

Nos últimos 20 anos, foram encontrados milhares de planetas fora do nosso Sistema Solar. Existem tantos planetas, que já tem estudos indicando que a maioria das estrelas da Via Láctea são orbitadas por planetas.

A busca por qualquer sinal de vida fora do planeta Terra continua mais intensa do que nunca. Com as observações do Webb ficará mais fácil de entender como funciona o clima em outros planetas. Além disso, será possível definir se os planetas ao nosso redor podem ser habitados ou se já foram habitados.

Fontes: NASA  webbtelescope

Estrela Cadente → O que é, existe mesmo e como falar em inglês

Muitas pessoas chegam até a sonhar com Estrelas Cadentes. Mas a mesma não possui nenhum significado em especial. Aqui você vai ver várias curiosidades interessantes sobre Estrela Cadente como: O que é, Existe mesmo e Como Falar em Inglês.

Ao anoitecer, podemos olhar para o céu e observar seres luminosos se movimentando no céu, parecendo estar caindo. Nem sempre é possível vê-las, mas quem vê fica encantado pois é um acontecimento atípico.

Veja mais sobre o tema abaixo:Sonhar com o que é uma estrela cadente em inglês existe

O que é uma Estrela Cadente? Existe mesmo?

Existe sim. Só que não é uma estrela real. Trata-se do fenômeno luminoso que acontece quando um meteoroide passa pela pela atmosfera terrestre.

Ao passar pela atmosfera o mesmo fica incandescente devido ao atrito com o ar, passando a se chamar meteoro.

Quais as cores que ela apresenta?

A Estrela Cadente pode apresentar várias cores. Tudo isso depende da velocidade e da composição do meteoroide.

Ou seja, é difícil definir uma cor para a mesma, apesar de poder ser identificada como um ser brilhante “caindo” do céu.

Chuva de meteoros

É uma reunião de várias estrelas cadentes e todas elas parecem estar saindo do mesmo ponto. Pode ser formada através da quebra de um meteoroide maior ou através de vários meteoros que estão “andando juntos” pelo espaço. Mas, normalmente, são resultados da interação de um cometa ou um asteroide com a Terra.

Nesse caso o efeito é muito mais bonito e desperta a curiosidade das pessoas desde o início da humanidade. Claro que, com o passar do tempo, foi-se deixado o miticismo de lado e a ciência passou a explicar o fenômeno, mas muitas pessoas ainda o consideram mágico.

Estrela cadente em inglês

Existem duas formas de escrever o termo em inglês. Veja abaixo ambas:

Shooting star → Shoot do verbo “to Shooting”, que significa atirar, balear ou sair em disparada. Uma tradução literal seria “estrela em disparada”.

Falling star → Falling do verbo “to fall”, que significa cair. Uma tradução literal seria “estrela caindo”.

Mas pode ser chamado apenas pela tradução em inglês para a palavra meteoro: meteor.

Desejos, pedidos e sonhos com Estrela Cadente

Muitas pessoas dizem que sonhar com esse tipo de corpo celeste é sinal de sorte. Indica, também, momento de vida alegre e boa convivência com as pessoas. Pode significar, também, renascimento ou mudança na vida para melhor.

Outra coisa comum é as pessoas fazerem pedidos dos seus desejos ao verem o corpo no céu, é a mesma superstição que quando sopramos as velas no bolo de aniversário e falam para a gente fazer um pedido. Claro que pode não acontecer nada, mas não é a esperança que nos move? Melhor tentar e não conseguir que não tentar.

Existe muita superstição envolvendo a Estrela Cadente como dito acima, cabe a você decidir se acredita ou não nisso. Espero que o artigo tenha lhe ajudado e que tenha solucionado algumas dúvidas que tinha sobre esse ente celeste. Qualquer dúvida, sugestão ou correção deixe um comentário para que possamos ajudar um número maior de pessoas.

Tamanho dos planetas do Sistema Solar

7

O assunto de hoje é o tamanho dos planetas do Sistema Solar. Mas não deixe de conferir também os outros artigos da seção Astronomia.

Para quem gosta de planetas é interessante saber que existem vários planetas com características diferentes dentro do nosso Sistema Solar. Dos belos anéis de Saturno até o gigante e denso Júpiter.

Cada planeta no nosso Sistema Solar é único, pois possui seu próprio ambiente e sua própria história de como o planeta se transformou no que é hoje.

É impressionante a enorme diferença de tamanho dos planetas. Apesar das pessoas acharem que a Terra é um planeta grande, ela é apenas um planeta anão perto dos outros planetas gigantes que se localizam dentro e fora do nosso sistema solar.

Tamanho dos planetas - Sistema Solar

Fonte: CityGlobeTour

Ordem de tamanho dos planetas do Sistema Solar

A NASA fez uma lista com os valores estimados dos raios de cada planeta do nosso Sistema Solar. Como as medidas são fora da nossa realidade, será mostrado a comparação do tamanho de cada planeta com a Terra.

PlanetaRaio (km)Porcentagem

do Tamanho da Terra (%)

Mercúrio 244038
Marte339053
 Vênus 6052 95
 Terra6371 _
 Netuno24622 388
 Urano 25362 400
 Saturno58232 945
 Júpiter 69911 1120

Júpiter é o gigante do Sistema Solar e ele provavelmente influencia a trajetória de pequenos objetos que sentem o poder do seu volume maciço. Essa influência pode fazer com que cometas ou asteroides mudem de direção.

Saturno é famoso por seus anéis e também por suas várias luas, incluindo Titan que possui a sua própria atmosfera.

Urano e Netuno possuem suas atmosferas compostas por hidrogênio, hélio e metano. Uma fato interessante é que Urano roda em sentido contrário aos outros planetas.

Vênus era considerado o irmão-gêmeo da Terra até que os cientistas descobriram que a superfície de Vênus é quente.

Marte é um planeta que provavelmente já teve água. A presença de água sempre levanta algumas especulações sobre a existência de algum tipo de vida.

Mércurio é um planeta que possui gelo nos seus pólos, mesmo sendo o planeta mais próximo do Sol.

Apesar de vários estudos sobre os outros planetas, até hoje não foram encontradas evidências de qualquer tipo de vida fora da Terra.

Fontes: nationalgeographic  windows2universe universetoday  airandspace usgs   nasa

O que é um Buraco Negro? Fotos e imagens no espaço

A ciência é uma coisa que nos fascina, nos fazendo imaginar várias coisas como vidas em outros planetas e viagem no tempo. Uma das coisas que nos fazem viajar sem sair do lugar é a teoria que envolve o Buraco Negro. Aqui vai ver o que é, fotos e imagens no espaço e o que tem dentro de um.

Claro que existem muitas coisas a serem estudadas a respeito do tema, a ciência está longe de obter uma resposta definitiva a respeito disso. Mas aqui vamos explanar o que já sabemos sobre esse tema.

Vamos lá:O que é um Buraco Negro no espaço teoria

O que é um Buraco Negro?

É uma área no espaço onde a atração gravitacional é tão forte que nem a luz é capaz de escapar da gravidade do mesmo.

Como a luz não escapa, o corpo não reflete luz(que é como podemos ver as coisas) tendo, assim, o aspecto negro.

Por esse motivo ele fica invisível, precisando do auxílio de telescópios espaciais com ferramentas especiais para que possa ser identificado o mesmo.

A gravidade é tão forte porque uma quantidade enorme de massa foi comprimida em um espaço minúsculo.

As ferramentas permitem ver como corpos que estão próximos a buracos negros podem agir de forma diferente, identificando, assim, a ação do mesmo nos corpos ao seu redor.

Os Buracos Negros são muito grandes?

Não existe um tamanho padrão para eles.

Para se ter a ideia, os cientistas acreditam que possa existir um Buraco Negro tão pequeno quanto um átomo e com uma massa de uma montanha.

Existe o chamado de “estelar” que possui massa até 20 vezes maior que a massa do Sol. Acredita-se que podem haver vários do tipo na Galáxia à qual a Terra pertence: Via Láctea.

Existe, também, uma classe que é chamada de “supermassivo” e designa aqueles que possuem massa superior a 1 milhão de vezes a massa do Sol. Os cientistas encontraram provas de que toda Galáxia possui um Buraco Negro do tipo em seu centro, o da Via Láctea se chama Sagitário A*. O mesmo tem massa de 4 milhões de sóis e caberia em uma bola que poderia conter alguns milhões de planetas Terra.

Como se forma um Buraco Negro?

Os menores, acreditam os cientistas, surgiram com o início do universo.

Os estelares surgem quando o centro de uma estrela cria um campo gravitacional tão grande que a superfície é puxada intensamente e a estrela entra em colapso. Isso acontece com o processo de transformação da estrela em supernova, após a queima de todo o combustível(hidrogênio, hélio, carbono) que a mesma possui.

Os cientistas acreditam que os supermassivos foram criados junto com as galáxias em que se encontram.

Como um cientista identifica um Buraco Negro?

Como dito anteriormente, um Buraco Negro não pode ser visto pois o mesmo puxa toda a luz para o seu interior devido à sua grande gravidade.

Então como pode ser identificado?

Faz-se a análise do padrão de movimentação dos corpos e gases do espaço. Com isso é possível identificar uma região onde a pressão é maior que a outra e, como não é visível, só pode ser um Buraco Negro.

Os cientistas estudam o comportamento das estrelas para ver se elas estão voando na órbita do mesmo.

Quando uma estrela está junta de um buraco negro uma luz de alta energia é gerada, podendo ser identificada apenas com telescópios especiais.

A Terra pode ser destruída por um desses?

Sim, isso é possível. Porém é pouquíssimo provável que aconteça em um momento próximo.

Eles não saem por aí comendo planetas, luas e estrelas e, além disso, não há um desses próximo o suficiente do Sistema Solar para que nós corramos perigo real.

Mesmo se o Sol se transformasse em um desses ele não engoliria a Terra pois possuiria a mesma massa do Sol, o único problema que teríamos, nesse caso, é a falta de energia.

Nesse caso congelaríamos mas não seríamos engolidos pelo Buraco Negro que estaria no lugar do Sol.

Buracos Negros e a Teoria da Relatividade Geral

Segundo a Relatividade Geral, um Buraco Negro é uma região no espaço onde a relação espaço-tempo entra em colapso. Ou seja, as leis da físicas conhecidas hoje não funcionariam nesses território pois a gravidade tende ao infinito, a ponto de nem a luz escapar do campo gravitacional.

Ainda é escrito que, após o sumiço do mesmo, aparecerá a singularidade.

Segundo Einstein, toda massa causa uma deformação no tecido espaço-tempo. De acordo com essa teoria, quando maior a massa e maior a densidade, maior teria de ser a velocidade de escape de um corpo para que não fosse engolido pela força gravitacional.

Mas esse ainda continua sendo um dos mais intrigantes assuntos da física atual, com várias hipóteses e teorias.

O que é velocidade de escape?

É a velocidade que precisa ser aplicada em um corpo através da força para que o mesmo escape do campo gravitacional de um outro corpo.

Para se ter uma ideia a velocidade de escape da Terra seria de 40.320 Km/h e a de Júpiter seria em torno de 214.200 Km/h.

Em um Buraco Negro a gravidade é tão forte e tão concentrada que mesmo partículas que viajem na velocidade da luz não escapam da atração gravitacional.

E como ainda não foi identificado nenhum corpo que viaje mais rápido que a luz, nada consegue escapar da atração gravitacional do mesmo.

O que tem dentro de um Buraco Negro?

Não é possível saber ao certo o que tem dentro do mesmo e nem o que acontece quando um objeto é puxado pelo mesmo.

Mas uma teoria indica que o que é puxado pelo mesmo é destruído e transformado em parte da massa do mesmo na forma de átomos ou de elétrons, nêutrons e prótons.

Outra teoria diz que o que é engolido pelo mesmo possa ser jogado em outra dimensão, como se imitasse o funcionamento de uma descarga. Mas a primeira opção é a mais acreditada pelos cientistas.

Embora ambas sejam opções válidas, ainda não há nenhuma comprovação científica dos referidos fatos.

Imagens e fotos de Buracos Negros

Abaixo algumas imagens e fotos de como podem ser esses elementos, embora não sejam visíveis a olho nu, os efeitos dos mesmos podem ser captados através de telescópios espaciais com a capacidade de captar a energia que é emitida da interação dos mesmos com o meio em que se encontram.

À partir disso, artistas e cientistas criam representações de como seriam os mesmos se pudéssemos ver a olho nu.

Veja algumas dessas representações:Foto de um Buraco Negro Como seria um buraco negro foto como é um buraco negro imagemImagem de um Buraco Negro

Fontes da Informação: nasa.govspace.com e wikipedia.org.

Conclusão sobre o que é Buraco Negro

A ideia desse artigo foi ajudar a entender o que significa esse termo e como se forma à partir de uma estrela.

Claro que existem muitas relações científicas que envolvem esse tipo de estudo, mas aqui concentramos apenas em dar conceitos e não fórmulas complicadas e difíceis de se entender.

Espero que tenha entendido o que é um Buraco Negro e que tenha mais interesse em buscar conhecimento sobre esse tema. Deixe um comentário com dúvidas, sugestões ou outras informações importantes sobre o tema para ajudar um número maior de pessoas.