Bicho Pau   Insetos   InfoEscola

Bicho-Pau – De- Insetos – InfoEscola

Os insetos da ordem Phasmatodea são denominados popularmente de bicho-pau, porque eles têm uma incrível semelhança com fragmentos de madeira. Comprovando a teoria evolutiva de Darwin e seu mecanismo de seleção natural, este animal adapta-se de forma brilhante para o mundo da Natureza, utilizando o instrumento de camuflagem.

O bicho-pau. Foto: Fir0002 [CC-BY-SA-3.0] / via Wikimedia Commons

Completamente incapaz de fazer mal a qualquer outro ser, ele se defende, permanecendo um longo tempo de ativos no ramo de um arbusto sem ser notado. Ele move-se muito lentamente e, se é este estratagema para não ser pego por seus caçadores, especialmente as aves.

Este inseto, encontrado nas regiões norte e leste da América do Sul, ainda pode ser encontrado em sua constituição orgânica de outros meios de defesa. Ele destila uma substância esbranquiçada e repulsiva, que afasta os predadores, e também apresenta um presente para retomar os membros excluídos. O bicho-pau, que se multiplica de reprodução ovípara; seus ovos são liberados pela fêmea em várias direções, e por isso os recém-nascidos podem se espalhar nas regiões mais extensas e longe da mãe.

Estes ovos são semelhantes aos germes, posicionado casualmente na terra com os espécimes do sexo feminino. As mães não escolhem intencionalmente os locais em que serão colocados; eles desistem simplesmente na terra. O crescimento do organismo que está sendo gerado é muito lento, demora de 100 a 150 dias para vir à luz.

A partir deste momento, o bicho-pau é chamada de ninfa, e tem uma conformação física semelhante à de um adulto. Logo após a saída do ovo, ele já transcende o tamanho deste casulo que tinha servido como refúgio, porque o seu corpo é alongado, logo depois de vir ao mundo.

O bicho-pau se alimenta de ervas, folhas e brotos, então, em áreas urbanas, pode ser visto em árvores ou em pitangueiras. Apesar disso, ele nunca multiplicar o suficiente para arruinar a agricultura. Este animal se move por meio de oscilações, portanto, pode ser confundida, muitas vezes, com uma folha balançando ao vento.

Na fase adulta, os machos são reveladas para ser distintas das fêmeas, uma vez que apresentam menor tamanho, são mais delgadas e segure as asas de menor tamanho, que permitem a miniatura de voos. A reprodução sexual ou assexuada, por partenogênese ? um embrião é gerado sem o recurso à fertilização. Os insetos do gênero masculino, vivem cerca de 18 meses, enquanto a fêmea sobreviveu por mais ou menos 30 meses.

No Brasil, as fêmeas podem chegar a 22 cm, enquanto que os machos são pequenos e têm asas; esses insetos preferem a vida noturna e aparecem principalmente no Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo e na Amazônia. Seu ambiente natural são as florestas tropicais, em que são encontrados entre as folhas da vegetação local.

Fontes:
http://www.zoologico.sp.gov.br/animaisdozoo/bicho_pau.htm
http://andreabrelaz.blogspot.com/2008/10/museu-apresenta-inseto-mais-comprido-do.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bicho-pau
http://pt.wikipedia.org/wiki/Partenogênese

Bicho-Pau – De- Insetos – InfoEscola
Classifique esse artigo

Deixe um comentário